SCP-560
avaliação: 0+x

Item nº: SCP-560

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-560 deve ser mantido em uma unidade de armazenamento óptico de pelo menos ███ GB de tamanho com qualidade de arquivamento. Esta unidade deve ser acessada pelo menos uma vez por mês usando o computador desktop autônomo dentro da unidade de contenção de SCP-560. Depois que o computador parar de funcionar, a unidade deve ser colocada em uma caixa à prova de choque, especificação ███-██-████. Conforme protocolos de apagamento de segurança da Fundação, a unidade em branco deve ser descartada por meios civis e substituída por uma unidade pronta para ser apagada da equipe de Pesquisa do Sítio-██. Testes em estações de trabalho com qualquer acesso à rede ou mídia removível diferente da unidade de armazenamento de SCP-560 são proibidos por ordem de Nível 4.

Descrição: SCP-560 é uma forma de vida digital única de origem indeterminada. Quando visualizado por um editor binário ou hexadecimal, SCP-560 aparece como um padrão de bits que viaja pela estrutura de dados da unidade de armazenamento que ocupa. Análises da estrutura de bits de SCP-560 estão em andamento.

SCP-560 se comporta de maneira semelhante a certos tipos de software malicioso. Antes da descoberta da forma de vida em ████ pela Fundação, pesquisadores amadores nos fóruns de mensagens █████████ haviam descoberto um padrão em aparecimentos dos dados residuais da criatura, atribuindo-o a um vírus particularmente prolífico. Em vez de administrar amnésticos, funcionários da Fundação removeram SCP-560 e permitiram que o fórum continuasse seu projeto. O fórum de mensagens recentemente celebrou o ██º aniversário da investigação de SCP-560.

Quando introduzido em um habitat digital, SCP-560 começa a processar o conteúdo da unidade de armazenamento. Atualmente, existe a hipótese de que a forma de vida metaboliza dados de maneira semelhante a uma ameba, envolvendo dados dentro de si e excretando imagens, arquivos de texto, executáveis, vídeos e arquivos de som corrompidos. Essa corrupção ocorre gradualmente em cada arquivo, conforme a forma de vida se move de um arquivo para outro durante a alimentação. SCP-560 mostra uma preferência por arquivos contendo dados confidenciais; Dr. █████ teoriza que dados criptografados, compactados ou de alta densidade fornecem a SCP-560 uma grande quantidade de energia metabólica. Essa preferência torna SCP-560 ideal para uso em protocolos de apagamento da Fundação.

Ao contrário de um vírus de computador, SCP-560 não deposita cópias de si mesmo em arquivos corrompidos. Atualmente especula-se que SCP-560 se reproduza por meio de [REDIGIDO]; no entanto, como não há nenhum [REDIGIDO]. Conforme o processo de alimentação de SCP-560 prossegue, SCP-560 consome dados em uma taxa exponencial, sua eficiência de alimentação aumentando junto com a quantidade de dados consumidos. Após apagar uma unidade de armazenamento, SCP-560 entra em um estado criptobiótico. Dada uma pequena quantidade de informações, SCP-560 pode sobreviver indefinidamente.

SCP-560 foi contido por funcionários da Fundação durante uma falha orquestrada dos servidores de conteúdo de ███████ em ██ de abril de ████. O organismo entrou em seu estado criptobiótico e foi recuperado com sucesso logo em seguida. Dado o recente [REDIGIDO], qualquer vazamento de informações pertinentes a SCP-560 é punível com demissão sumária.

Adendo: Visualizar materiais corrompidos por SCP-560 em uma televisão compatível com 3D ou por meio de telas estereoscópicas ou polarizadas linearmente ou circularmente é proibido. -O5-3

Revisão ██-██-████: Isso inclui sistemas de videogame capazes de produzir imagens em 3D. -O5-3

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License