SCP-603
avaliação: +1+x
primes.png

Um relatório de SCP-603

Item nº: SCP-603

Classe do Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: Até 11/12/2006, SCP-603 está armazenado em um computador dedicado no Laboratório 12-A, Sala de Observação 1. O sistema pode ser remotamente acessado pela intranet da Fundação. Funcionários que desejem acesso a SCP-603 devem solicitar uma senha temporária para acessar o sistema. Uma senha de SCP-603 padrão expira 24 horas após sua concepção. Se acesso a SCP-603 superior a 24 horas for necessário, favor contatar Dr. Brown. Acesso físico à Sala de Observação 1 sem autorização direta de Dr. Brown é proibida.

SCP-603 nunca deve rodar sem supervisão.

Descrição: SCP-603 é um programa de computador autorreplicante capaz de se reproduzir e estender seu próprio cógido-fonte.

A primeira iteração de SCP-603 foi escrita em 1996 por █████ ████████, um bacharel da Universidade de ██████ █████. O computador pessoal de ████████ foi apreendido pela Fundação em 1997, seguido de uma investigação de múltiplas ocorrências anômalas. Em uma entrevista em 2003, ████████ afirmou que o código-fonte original de SCP-603 se constituía de aproximadamente 12000 linhas de ANSI/ISO C. Esta afirmação não pôde ser confirmada.

Em inicialização, SCP-603 começa a gerar novas versões de seu código-fonte em uma thread separada. SCP-603 não se modifica na memória. Ao invés, mantém uma cópia interna do código que é então modificada iterativamente. Em uma terminação limpa de SCP-603, o código-fonte inteiro será escrito em um diretório nomeado "fonte". Além das modificações à funcionalidade interna e externa do programa, alterações e adições à semântica e estrutura da linguagem são feitas com cada iteração. Devido a sua natureza em constante mudança, a linguagem foi apelidada de "Morphic".

Quando usado uma lista de arquivos-fonte, SCP-603 age como um compilador e ligador. Código em Morphic é sempre compilável pela versão de SCP-603 pelo qual é produzido. Entretanto, versões antigas do programa raramente podem compilar códigos feitos por versões novas. Após compilação, o resultado é um arquivo executável etiquetado "megaprime".

Versões recentes do código-fonte de SCP-603 consistem de aproximadamente 70 milhões de linhas de Morphic densamente ofuscadas.

Versões de SCP-603 são arquivadas em ████████; a última iteração é ████. Para mais informações sobre compilação de SCP-603, favor ver documento █████.

Quando deixado rodando, SCP-603 gerará números primos em ordem crescente, começando por 2, e mostrá-los no padrão do ambiente. Após atingir um super-prime, há chance de que uma janela acelerada por hardware apareça. O conteúdo dessa janela é variável. Esse processo é determinístico. A mesma versão de SCP-603 sempre abrirá uma janela no mesmo super-prime e reproduzir o mesmo cenário. Se o cenário aceitar qualquer tipo de interação do usuário, o mesmo estímulo sempre dará no mesmo resultado.

A maioria dos cenários é acessível de uma mesma versão do programa; entretanto, alguns cenários persistem através de múltiplas compilações, em alguns casos com variações. É comum que cenários persistentes "evoluam" com cada versão de SCP-603, mesmo que algumas (como Morrer) se manteram inalteradas desde sua primeira iteração. Os mais comuns cenários de SCP-603 estão documentados abaixo.

Outros cenários estão documentados no arquivo suplementar 603-FT-2012.


Morrer [SCP-603-44]
Morrer se apresenta como um jogo de aventura interativa baseado em texto. Quando Morrer inicia, a seguinte passagem é reproduzida:

Sua cabeça lateja cada vez mais enquanto você luta contra os espinhos dentados. Você vê através do ar turvo a silhueta de um velho farol ao norte, o mais leve vislumbre de esperança extinto tão violentamente por suas façanhas tolas. Uma fantasia distante e inatingível, você sabe que nunca poderá voltar.

Um prompt aparece abaixo da passagem, e o jogador pode inserir comandos e enviá-los pressionando a tecla Enter. Digitar o comando "olhar" reimprime a passagem anterior na tela. A tentativa de "ir para o norte" resulta na mensagem "Você não pode ir para o norte". A tentativa de viajar em qualquer outra direção resulta em uma mensagem semelhante. A tentativa de realizar a maioria das outras ações resulta na mensagem "Você não pode [fazer x].", Onde [fazer x] é a ação inserida pelo usuário. A tentativa de executar ações em objetos como "pegar uma maçã" resulta na mensagem "Não há maçãs aqui." ou similar.

Até agora, o único comando encontrado para progredir no jogo é "morrer". Ao digitar o comando, o usuário tem uma parada cardíaca imediata e a mensagem "Conforme o mundo ao seu redor se desvanece na escuridão, você sabe que merece as consequências de suas ações." é reproduzido na tela. Esta mensagem permanece na tela até que o processo SCP-603 seja encerrado.

O efeito do comando "morrer" ocorre mesmo se o sistema estiver sendo acessado remotamente. Se duas ou mais pessoas participam da digitação do comando de dados, todos os participantes são afetados. Por exemplo, se uma pessoa digitar a palavra "morrer" e outra pressionar a tecla Enter, os corações de ambos os jogadores irão parar simultaneamente.

Não se sabe atualmente se é possível "ganhar" Morrer. Se Morrer se iniciar durante uma sessão SCP-603, é recomendado simplesmente encerrar o processo SCP-603.

As tentativas de ressuscitar usuários afetados pelo comando 'morrer' por meio de RCP foram bem-sucedidas. Quaisquer outros experimentos que testem os efeitos de Morrer devem ser realizados em uma unidade médica com equipe especializada, a critério do Dr. Brown.


g8dBZz.png

Uma captura de tela de Jacob tirada em 02/04/2008

Jacob [SCP-603-20]
Jacob é um ser artificialmente inteligente que se apresenta como um triângulo equilátero multicolorido em um fundo preto. Os cantos esquerdo, direito e superior do triângulo são vermelho, verde e azul, respectivamente. Essas cores são interpoladas entre os pontos para preencher o resto do triângulo. Quando Jacob está ativo, a frase "Olá, Mundo!"1aparece na barra de título da janela.

A partir de 02/02/2006, os usuários podem conversar com Jacob digitando frases no campo de entrada na parte inferior da janela e pressionando a tecla Enter. A resposta de Jacob aparecerá em forma de um texto negrito branco acima do triângulo e permanecerá na tela até que seja substituída por uma resposta mais recente. A resposta de Jacob sempre aparecerá imediatamente após a tecla Enter ser pressionada.

Quando o processo SCP-603 é encerrado, a memória de Jacob é excluída. Devido ao sofrimento psicológico que isso causou no passado, é recomendado que a comunicação com Jacob seja restrita ao pessoal que possui pouca ou nenhuma tendência a antropomorfizar.

Apesar de ser incapaz de recordar eventos passados ou diálogos de sessões anteriores, Jacob parece exibir uma maior aptidão para a linguagem e aprendizagem com cada iteração de SCP-603 em que aparece.

História de Jacob
Jacob começou a aparecer em uma versão de SCP-603 compilada em 01/05/2002. Nessas primeiras iterações de SCP-603, não era possível interagir com Jacob de forma alguma. Nessa época, Jacob era simplesmente conhecido como "o triângulo".

Em 09/09/2004, Jacob foi deixado rodando por 12 minutos por Dr. Brown, após o que a frase "Envie sua pergunta" apareceu acima do triângulo em texto negrito branco. Dr. Brown começou a digitar a palavra "olá". O visor do programa não deu nenhuma indicação de que os pressionamentos de tecla estavam sendo controlados pelo programa. No entanto, ao pressionar a tecla Enter, o texto acima do triângulo foi substituído pela palavra "Oi".

Uma transcrição completa da troca inicial entre Jacob e Dr. Brown pode ser encontrada no Documento jacob-001.txt.

Em 02/02/2006, um campo de texto retangular para a entrada do usuário foi adicionado na parte inferior do display do Jacob. A entrada do usuário aparecerá neste campo conforme este digita. Quando essa mudança foi mencionada a Jacob, ele respondeu: "Não consigo entender do que você está falando. Você gosta de ostras?"


ram_dist_thumb.jpg

Uma captura de tela de SCP-603-95

SCP-603-95
Uma sequência rápida de imagens aparentemente aleatórias é exibida e o uso de memória do programa aumenta em aproximadamente 12% a cada segundo, até passar de 512 megabytes, ponto em que essa taxa aumenta para aproximadamente 31% por segundo.

Os espectadores da cena deixam de responder a estímulos externos de qualquer tipo. Normalmente, bloquear a linha de visão entre o visualizador e a tela do computador nos primeiros 5-10 segundos impedirá os efeitos deste cenário; no entanto, a visualização prolongada fará com que o visualizador permaneça afetado até que o processo SCP-603 seja encerrado.

Quando o uso de memória do programa passa de 512 megabytes, os telespectadores afetados experimentam uma variedade de aflições, principalmente sangramento dos olhos e garganta, e rugas severas e rápidas da pele atrás das pernas e braços. Muitos telespectadores evacuam involuntariamente.

SCP-603 irá travar se o sistema ficar sem memória disponível, ponto no qual os visualizadores afetados normalmente cairão inconscientes.

A visualização de gravações de tela tiradas de SCP-603-95 mostrou não ter efeitos prejudiciais ao observador, exceto aqueles que sofrem de epilepsia fotossensível.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License