SCP-610
avaliação: +3+x
610.jpg

Indivíduos infectados pelo SCP-610 em um ambiente convertido. Estão visíveis: Um infectado animado, um infectado inanimado, um infectado não-humano, e diversos infectados desconhecidos.

Item nº: SCP-610

Classificação de Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: Devido a vasta área infectada coberta por SCP-610, contenção é impossível. O isolamento da área provou ser muito mais efetivo para este fim, e o governo russo garantiu permissão à Fundação para estabelecer um perímetro para impedir que indivíduos entrem nas áreas de infecção sob o pretexto das localidades serem utilizadas para treinamentos, e operações militares.

Se qualquer organismo demonstrando características consistentes com a infecção de SCP-610 ser avistada no perímetro, o protocolo estabelecido requer que o sujeito seja engajado a distância com armamento de porte pequeno até ser imobilizado, então executado da maior distância possível utilizando armas e munições incendiárias. Qualquer organismo vivo que entre em contanto físico com um organismo infectado por SCP-610 é considerado descartável e deve ser terminado, e incinerado imediatamente. Qualquer indivíduo que se aproxime por até três metros de distância de um organismo infectado por SCP-610 deve ser retirado imediatamente da área, isolado do resto de sua equipe, e sujeito a tratamento médico únicamente remoto para determinar se ocorreu infecção, e as ações necessárias baseadas na avaliação.

Os vetores para a propagação da infecção de SCP-610 atualmente conhecidos são focados no contato físico. A exploração com drones em áreas extremamente infectadas retornaram amostras de ar com partículas minúsculas que quando expostas a complexos orgânicos resulta em infecção por SCP-610. Os resultados destes testes em particular reveleram que a maioria dos sintomas latentes demoram vários dias para se manifestarem, porém há casos em que não ocorrem a manifestação de sintomas; a única exceção a isto são em casos em que ocorre o contato direto com o tecido exposto dos pulmões, e do fígado. Estes testes em particular também mostram um grau acelerado de crescimento, necessitando a incineração do ambiente de testes após vinte e quatro horas do período de exposição inicial, demorar até duas horas para cumprir com o protocolo de limpeza é um risco que compromete as instalações. Visto que esta modalidade de crescimento acelerado ocorre apenas em material orgânico existindo fora do corpo humano, esta forma de infecção é considerada de baixa preocupação.

Estas peculiaridades levantaram uma série de questões associadas a possível origem da infecção conjuntamente com a falha relacionada a [DADOS EXPURGADOS]. O protocolo de contenção continua sendo a política de terra arrasada1 no momento, e não há preocupações em relação a transmissões por água, ou ar, e parâmetros de contenção a infecção estão ativos para barrar mudanças situacionais no campo.

Descrição: Relatos inciais de SCP-610 chegaram diretamente do governo russo através de canais indiscláveis. Estes relatos consistiam primariamente de desaparecimentos de fazendeiros na região que não tiveram atenção relevante até que a policia local, a policia regional, e finalmente, um agente governamental falharam em relatar seus estados após um período de 72 horas. Um pequeno contingente militar foi enviado para área, mas se retirou rapidamente quando a Fundação foi contatada para investigar a situação.

A área afetada por SCP-610 está próxima do Lago Baikal, na região sul da Sibéria. Regiões conhecidas afetadas pela infecção estão marcadas num mapa fornecido a Fundação, acessível neste anexo. Os perímetros de contenção estão marcados em azul circundando as áreas infectadas, e no momento deste relatório, nenhuma outra localização foi identificada abrigando SCP-610. Incursões aos perímetros de contenção devem ser reportadas antes de serem conduzidas, confirmadas durante a exploração, e esclarecidas imeadiatamente ao retornar.

SCP-610 aparenta ser uma doença de pele contagiosa cujo os primeiros sintomas incluem erupções cutâneas, coceira, e aumento na sensibilidade da pele. Após três horas, a doença causará manchas que se assemelham a cicatrizes graves nos tecidos nas áreas do torso, e dos braços, espalhando-se para as pernas, e costas após uma hora dos primeiros sintomas, consumindo a vítima completamente após cinco horas. Exposição á altas temperatuas diminuem imensamente o tempo qual o contágio se espalha. Infecções completas do organismo foram reportadas ocorrendo em menos de cinco minutos.

Após infecção completa, todas as funções vitais da vítima irão cessar por aproximadamente três minutos, reiniciando 2 ou até 3 vezes mais ativa do que o grau normal de atividade num humano normal não-infectado. Após isto, os tecidos sicatricial começará a se mover por conta própria, e crescerá numa taxa acelerada. Neste ponto, características humanas comuns começarão a desaparecer sob a infecção, sendo que o trajeto mutagênico é, aparentemente, completamente aleatório. Indivíduos observados neste estágio de infecção foram documentados sofrendo o crescimento de até três ou mais membros corporais como braços, e pernas, a cabeça também pode se tornar amorfa, alongada, ou alargada, e partes do corpo do indivíduo podem se abrir ao meio, de onde anexos adicionais de carne irão crescer. A duração deste estágio de infecção é desconhecida, e nem todos os indivíduos infectados parecem progredir para os estágios mais avançados.

Sob condições desconhecidas, certos indivíduos infectados irão cessar movimento e se colocarem numa localização que o mesmo considera adequada, onde se enraízara. O tumor latente de carne no indivíduo então começará a se espalhar pelos os objetos nos arredores, consumindo-os. Estes objetos não espalham agentes infecciosos como as criaturas vivas; os efeitos de contato com estes objetos são relatados posteriormente neste documento. Assume-se que este comportamento se desenvolve para criar um ambiente propício para o crescimento e desenvolvimento contínuo de outros organismos infectados.

Observação de organismos humanos vivos infectados por SCP-610 é impossível, no viés que estes infectados procuram imediatamente por assistência, de maneira natural ao impulso humano, resultando em infecções não intencionais. Indivíduos infectados no estágio posterior ao aparecimento de cicatrizes no tecido corporal procuram tentar ativamente, e agressivamente infectar outros seres humanos que se aproximam numa área ainda indefinida. Está estabelecido que no caso de um infectado ser capaz de visualizar, e observar não-infectados, o indivíduo infectado tentará atacá-los. Se o infectado não possuir mais visão, uma distância de no mínimo 30 metros é considerada segura.

A observação de assentamentos infectados por SCP-610 foi estabelecida por meio da utilização de metódos artificiais como robôs controlados remotamente. Os dados retornados destas observações em conjunto com a experiência empírica por meio das observações da natureza abertamente agressiva dos infectados na tentativa de propagar SCP-610 resultou na classificação do objeto como Keter, porém desde que nenhum organismo seja permitido entrar ou sair das áreas de infecção, o objeto é considerado como uma ameaça neutralizada. As áreas cavernosas abaixo do solo destes assentamentos infectados descobertas durante as explorações são preocupações relevantes; tentativas de acessar estas áreas com equipes de pesquisa estão em andamento.

Relatórios de Campo:
SCP-610-L1 - Um pequeno rover2 exploratório controlado a distância foi enviado ao Sítio A para localizar funcionários desaparecidos.
SCP-610-L2 - Três indivíduos Classe-D infectados são enviados ao Sítio C com equipamentos de gravação.
SCP-610-L3 - Descoberta inicial das entradas para os túneis abaixo do Sítio A.
SCP-610-L4 - Exploração não-tripulada dos túneis do Sítio A.
SCP-610-L5 - Exploração tripulada dos túneis do Sítio A.
O seguinte relatório de campo está disponível apenas para funcionários de Classe A ou superior. Visualização não autorizada deste documento é estritamente proibidada, e será considerada uma violação das normas contratuais da Fundação, e uma quebra das leis internacionais vigentes.
SCP-610-L6 - Registros de exploração da missão 'Operation 'Source Point'3.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License