SCP-610-L1
avaliação: 0+x

Após estabelecer a contenção do perímetro para SCP-610, o governo russo aprovou nossospedidos para pesquisar e investigar a área. Para a primeira exploração, uma pequena camera montada numa unidade apelidada de "Herbie" foi enviada de uma distância segura em direção ao Sítio A. Herbie possuía uma bateria com duração de até doze horas, e um alcance de transmissão e controle demasiadamente amplo para a expedição.

Herbie foi capaz de entrar no Sítio A sem incidentes. A paisagem dos arredores do Sítio A mostraram os estágios inciais da assimilação de indivíduos infectados por SCP-610 que haviam se enraízado em intervalos aleatórios pelos destroços do vilarejo. Diversas edificações pareciam ter sido danificadas por fogo; com uma quantidade considerável destas ainda intactas. Reconhecimento exploratório aéreo do sítio combinado com imagens termais estimam que a população infectada seja por volta de 79 indivíduos. Infectados imóveis também estão incluídos nestes números. Porém, é díficil determinar a exata porcentagem de indivíduos móveis versus os imóveis.

Graus variáveis de mutação devido a influência de SCP-610 estão presentes no Sítio A, e se assume que todos os habitantes no local estejam em estágios avançados da infecção. Herbie observou o exterior do vilarejo durante duas horas, e durante este tempo, os infectados se comportaram de maneira vagamente parecida com uma estrutura social. Devido a Herbie ter permanecido estacionário durante este período de observação, é desconhecido precisamente o quê cada indivíduo infectado estava fazendo. No entanto, a praça central do vilarejo experienciou períodos ocasionais de atividade, e estagnação. Requerindo mais informação, Herbie foi direcionado a seguir um infectado que entrava numa das habitações.

Ocorrem gravações erráticas não-focalizadas da camera devido á Herbie se movimentar sobre cascalho enquanto perseguia o infectado que tropeçava rapidamente. O interior da habitação é o mesmo da depicção anexada ao documento primário sobre SCP-610. O infectado perseguido é o sentado a mesa. Após entrar na habitação, a camera de Herbie se levantou lentamente para não chamar atenção. A ação não foi notada, ou foi ignorada. O infectado é observado da soleira da porta enquanto o indivíduo mancava aos arredores da habitação, parando em frente dos outros organismos visíveis infectados. Porém, o indivíduo aparenta ignorar o infectado adicional abaixo da mesa, que enquanto móvel, não deixa a área. O que a criatura era antes da infecção não foi apurado.

Após sobrepor-se a mesa, e repetindo este procedimento por mais três vezes, o infectado primário, deste ponto em diante conhecido como Alpha, para em frente ao infectado acamado, deste ponto em diante conhecido como Beta, atacando-o em seguida frenéticamente com socos. Beta é incapaz de sair da cama por motivos desconhecidos, mas não está completamente imóvel, visto que o indivíduo agita os braços em resposta ao assalto de Alpha. Após vários minutos seguidos de agressão, um som perfurante explode da área ao redor de Beta que então começa a projetar uma nuvem de matéria desconhecida ao ar em volta dos dois, que lentamente descende ao nível do chão. A forma de vida desconhecida a mesa, além de Beta, começa a sofrer contrações musculares, aparentemente convulsionando, enquanto Alpha circula ao redor da sala por mais duas vezes, parando novamente a frente de cada organismo infectado, ignorando o organismo sob a mesa, e Beta.

Após estas duas voltas, Alpha se senta a mesa, posicionando os três pratos sob a superfície como se estivesse configurando as preparações para uma refeição. Após os pratos serem posicionados, os tentáculos faciais se extendendo de Alpha contorcem-se, enrolam-e ao redor de um dos pratos, e então se separam do indivíduo. O processo é repetido sobre cada prato. A imagem anexada ao documento primário de SCP-610 documenta este evento.

Após cada prato ser preenchido com a carne de Alpha, o indivíduo deixa a mesa, e se aproxima de Herbie, que é movido do caminho de Alpha. Alpha deixa a habitação, mas a camera de Herbie permanece focada na mesa. Após alguns minutos, um grupo compreendido por seis ou sete infectados adentram a habitação, ainda ignorando Herbie. Cada infectado cambaleia como se sua movimentação fosse dificultosa, sacudindo com cada passo, e contorcendo-se. Estes infectados circundam a mesa, e cada um se reveza em turnos pegando punhados da substância deixada por Alpha, pressionando-a contra qualquer orifício possível; contra a boca, contra o torso, contra as costas, contra as axilas. O grupo se retira quando todos os pratos estão vazios. Herbie permanece no local durante mais alguns minutos antes de retrair sua camera e sair.

Imediatamente ao sair da habitação Herbie colide com um objeto. A camera focada na obstrução mostra que é Alpha, de quem os tendões faciais estão se entrelaçando com os de outro infectado apresentando mutações similares. O impacto é ignorado, e ambos os infectados partem após alguns minutos. Herbie é então direcionado a explorar outras áreas do vilarejo.

Os destroços de uma estrutura parecida com uma loja demonstra sinais de danos severos devido ao fogo, e atividade dentro do local, qual Herbie se move em direção para investigar. A porta entreaberta é aberta completamente com movimentos firmes por Herbie. A ação não é notada, ou foi ignorada.
Dentro da loja estão diversos outros indivíduos infectados, a maioria de pé. Porém, um está no chão, rolando para frente e para trás num espaço de aproximadamente .3 metros, sendo ignorado pelos outros. Herbie se movimenta sob o divisor separando a área dos funcionários da loja, e a área dos consumidores, se movimentando atrás do balcão. A parte superior do corpo de uma pessoa está saliente sobre a entrada de um porão atrás do balcão, o indivíduo não parece apresentar sinais de infecção avançada, e está vestindo o uniforme de um soldado russo. Herbie dá um zoom com a camera para confirmar a identificação do soldado, notando que seus olhos estão em constante movimento, frequentemente focando em Herbie. O resto do soldado não se move.

Herbie é direcionado a deixar a área, prosseguindo para a sala dos fundos da loja. Uma grande pilha de corpos está amontoada nesta sala de armazenamento, algumas peças de roupas são visiveis, e parecem conter uniformes militares, e roupas cotidianas. Nenhuma característica facial pode ser discernida em nenhum dos corpos devido a maneira que eles estão amontoados. Um infectado senta sobre os corpos, parecendo ter seu corpo inferior fundido com a pilha, com seu corpo superior em um constante estado de distúrbio convúlsivo. Aproximadamente a cada dez segundos, uma erupção de esporos é liberado pelo infectado, pairando no ar. Herbie é direcionado a deixar o local.

Após deixar o edificio, Herbie passa em frente ao poço do vilarejo, circundado por uma série de infectados imóveis voltados para a estrutura. Os braços de cada um destes indivíduos infectados estão extendidos e conectados com com o membro do indivíduo mais próximo, formando uma corrente análogamente perfeita, com exceção de um infectado cujo os braços estão abaixados. Herbie passa por estes infectados e aproxima-se de um local que aparenta ter sido a prefeitura local, quando um dos infectados torna-se móvel e captura o rover.

A transmissão de vídeo de Herbie foca na face do infectado, que está, estranhamente, num formato perfeito dadas as condições de extremo inchaço do resto de seu corpo. O infectado parecia uma garota, cuja idade é estimada entre dez e doze anos. Herbie se moveu lado-a-lado nas mãos do indivíduo, que observa o rover sem se movimentar. A face da infectada se incha como um balão e se explode em direção ao rover numa série de abas de carne que se afixam a Herbie e o puxam para dentro do corpo do indivíduo. A transmissão do vídeo de Herbie termina aqui.

Herbie foi considerado perdido deste ponto em ddiante. Porém, ninguém controlando-o se lembro de desligar a transmissão de vídeo, assumindo que ela foi cortada. Cinco horas depois, a transmissão visual de Herbie foi resumida, estacionária e elevada a um nível apontado ao aro superior do poço. A transmissão estava obscurecida devido ao que parecia ser uma película viscosa escoando sobre a lente, provendo qualidade perfeita de gravação quando não obscurecida. Herbie não responde a nenhum dos comandos remotos, mas o vídeo oscila constantemente de alvo para alvo, dando zoom por conta própria. Transmissão de vídeo é cortada manualmente, e todas as conexões com a unidade Herbie são ordináriamente cessadas.

Voltar ao documento primário, SCP-610.
Avançar ao próximo documento, SCP-610-L2.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License