SCP-751
avaliação: +1+x
751.jpg

SCP-751

Item nº: SCP-751

Classe do Objeto: Euclídeo

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-751 deve ser mantido em um recipiente hermeticamente fechado com um volume de um (1) metro cúbico. O recipiente de SCP-751 deve ser mantido em alta umidade e os nutrientes detalhados no Documento 751-A devem ser injetados diariamente no recipiente.

No caso de uma violação de contenção, todos os funcionários no local deverão ser acordados e o sistema de chuveiros de incêndio sendo reabastecidos com uma solução salina de alta concentração e ativada. Quando for localizado o corpo de SCP-751, o corpo que conter SCP-751 deverá ser descartado de acordo com o procedimento padrão de descarte de SCP-751.

Descrição: SCP-751 é um parasita amorfo que se alimenta dos órgãos de humanos e outros animais. SCP-751 pesa aproximadamente dois (2) quilos antes de infestar um hospedeiro e pode pesar apenas vinte e cinco porcento (25%) após a reprodução. A maioria da massa de SCP-751 consiste de uma substância desconhecida com uma consistência semelhante à da gelatina, com veias vermelhas passando pela massa de SCP-751. A análise revelou que as veias contêm uma mistura de sangue dos hospedeiros do seu progenitor, juntamente com vários anestésicos e drogas imunossupressoras. Uma lista completa desses produtos químicos está disponível no Documento 751-C.

SCP-751 vive em ambientes úmidos, como corpos de água doce, pântanos, florestas tropicais e esgotos. Ele deixará esses ambientes quando estiver em busca de um hospedeiro, viajando por um período máximo de doze (12) horas antes de sucumbir à desidratação. Observou-se que SCP-751 se move através de tubulações de esgoto, linhas de corpos de água e na maioria dos terrenos, com as exceções notáveis de areia e corpos de água salgada. É teorizado que SCP-751 caça potenciais hospedeiros detectando o seu dióxido de carbono (CO2) e octenol, embora isso não seja confirmado até o momento em ██/██/████.

SCP-751 começa com o seu processo de alimentação, instalando-se em cima da região do estômago de um hospedeiro adormecido e começa a entrar através da pele por osmose. Anestésicos nas veias de SCP-751 se misturam com o sangue do hospedeiro neste momento, minimizando a chance do hospedeiro poder acordar durante o processo. Quando SCP-751 estiver dentro do corpo do hospedeiro, SCP-751 entra em repouso dentro do estômago, formando-se rapidamente para alinhar as paredes gástricas. Ao longo das próximas duas (2) ou três (3) horas, SCP-751 adapta a sua própria composição para se igualar à do estômago do hospedeiro, mantendo os processos digestivos do hospedeiro. Quando o hospedeiro acorda, há pouca ou nenhuma evidência de qualquer incidente e o hospedeiro continuará sob sua rotina normal.

Nos próximos três (3) a quatro (4) dias, SCP-751 digerirá o estômago do hospedeiro, usando-o para construir sua própria massa para expansão adicional. Ele então se expandirá lentamente para englobar e digerir outros órgãos no corpo do hospedeiro, geralmente começando com os intestinos e indo para o fígado, os rins e os pulmões. SCP-751 se adaptará para poder simular cada um desses órgãos, mantendo todas as funções corporais do hospedeiro e liberando substâncias imunossupressoras para prevenir a rejeição pelo hospedeiro. Todo o processo leva aproximadamente um (1) mês em um hospedeiro humano e mais em hospedeiros maiores em tamanho.

Após seu período de alimentação, SCP-751 retornará para sua composição original em questão de minutos. Esse processo reduz consideravelmente a densidade de SCP-751, fazendo com que ele cresça até um tamanho que o corpo do hospedeiro não pode conter. A pele do hospedeiro se estenderá até ser abrir, liberando SCP-751. Neste ponto SCP-751 irá reproduzir, dividindo-se em dez (10) a vinte (20) entidades menores, que então se movem para a área úmida mais próxima para crescer em preparação de caça para seus próprios hospedeiros.

Adendo:
A solicitação para o "experimento com modificação de SCP-751 para uso em transplantes de órgãos" foi aprovada pelo Dr. ████████.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License