SCP-916-JP
avaliação: +1+x

Número do Objeto Anômalo: OA-916-JP-MTYTKLR

Descrição: Um indivíduo visualmente idêntico ao Sr. ████, que teria morrido durante um acidente na Cidade de Myoko, Prefeitura de Niigata. DNA, assim como outras características identificadas no indivíduo, foram também confirmadas como sendo idênticas ao do falecido Sr. ████.
Data da Recuperação: 10/10/1991
Localização da Recuperação: Departamento de Polícia, Cidade de Yamagata, Prefeitura de Yamagata
Status Atual: Mantido sob contenção em uma cela de contenção humanoide padrão. Atualmente contido em uma cápsula de hibernação criogênica.


ESTE DOCUMENTO ARQUIVADO FOI ATUALIZADO COM NOVAS INFORMAÇÕES.

SCP-916-JP.jpg

SCP-916-JP

Item nº: SCP-916-JP

Classe do Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-916-JP está atualmente repousando dentro de uma cápsula de hibernação criogênica. SCP-916-JP deverá permanecer vivente em condições saudáveis pela maior quantidade de tempo possível. Um dispositivo de rastreamento foi implantado em SCP-916-JP, se for recebido qualquer sinal vindo de fora da facilidade de contenção, a segurança deverá ser notificada imediatamente. Realização de experimentos envolvendo a morte de SCP-916-JP provavelmente poderão resultar na subsequente ocorrência de uma violação de contenção, e por esta razão, a execução destes experimentos requerem a aprovação de 3 funcionários de Nível 4 ou superior. Aplicação de medidas de reanimação em SCP-916-JP depois da confirmação de sua morte é estritamente proibido.

Descrição: SCP-916-JP é uma entidade humanoide visualmente semelhante a um homem Japonês. Duas horas depois do Sr. ████ ter morrido em um acidente de trânsito na Cidade de Myoko, Prefeitura de Niigata, um indivíduo do mesmo sexo também chamado Sr. ████ foi encontrado pela Fundação depois que o mesmo havia pedido por assistência no departamento de polícia na Cidade de Yamagata, Prefeitura de Yamagata. Embora o corpo do Sr. ████ ainda estivesse presente, o homem que havia aparecido na Cidade de Yamagata possuía DNA, características físicas e outras propriedades totalmente idênticas ao serem comparadas com as do falecido Sr. ████. Enquanto a respeito de sua memória, o indivíduo afirmou que conseguia lembrar de ter testemunhado o caminhão em movimento momentos antes de ser atingido pelo veículo, mas não era capaz de lembrar o exato momento em que aconteceu o seu atropelamento, e afirmou que repentinamente havia acordado deitado perto de uma lagoa1.

SCP-916-JP inicialmente possui uma estrutura corporal que não se apresenta muito diferente em comparação com a de um ser humano normal, mas as suas propriedades anômalas irão se manifestar no momento de sua morte. Quando SCP-916-JP (SCP-916-JP-1) morre, um indivíduo vivente completamente idêntico a SCP-916-JP-1 (SCP-916-JP-2) imediatamente irá se manifestar em uma outra localização distante de onde ocorreu a sua morte2. No momento em que SCP-916-JP-2 se manifesta, uma quantidade de material sólido e líquido presente na localização da manifestação que é considerada equivalente a massa da estrutura corporal de SCP-916-JP-1 procederá a ser consumida para a completa formação de SCP-916-JP-2. Foi observado que SCP-916-JP-2 possuirá a mesma composição que SCP-916-JP-1, independente da substância consumida na localização da manifestação. SCP-916-JP-2 aparecerá estando no estado passado onde SCP-916-JP-1 ainda estava vivendo regularmente sem estar com risco de morrer, e isso incluirá a replicação de todos os bens que estavam na possessão de SCP-916-JP-1 momentos antes deste falecer3.

No começo de sua descoberta, SCP-916-JP foi primeiramente identificado como sendo um indivíduo cujo a sua anormalidade era apenas ser totalmente idêntico ao falecido Sr. ████. Entretanto, nenhuma outra propriedade anômala ainda havia sido confirmada em subsequentes pesquisas com SCP-916-JP, e como naquele tempo não foi possível obter qualquer informação mais aprofundada a respeito da natureza anômala de SCP-916-JP, este foi brevemente catalogado como um Item Anômalo sob a designação OA-916-JP-MTYTKLR. OA-916-JP-MTYTKLR foi confirmado morto quando a facilidade da Fundação em que era hospedado havia sido destruída pelo ataque de membros extremistas da Coalização Oculta Global em 16/09/2007, durante os esforços de reconstrução da facilidade depois do ataque imprevisto da COG, OA-916-JP-MTYTKLR acabou sendo reencontrado se escondendo dentro de um terraço de café localizado na cidade. Na gravação de vídeo de vigilância do terraço de café, a instância resultante de OA-916-JP-MTYTKLR foi identificada na gravação no momento em que a mesma se levantou do chão de mármore. Como resultado de pesquisas adicionais, OA-916-JP-MTYTKLR deixou de ser um Item Anômalo, subsequentemente sendo designado numericamente como SCP-916-JP e classificado como um objeto de classe Keter.

Registro de Incidente 002 — Data 16/09/2007

Registro de Experimento 004 — Data 16/09/2007

Sujeito: OA-916-JP-MTYTKLR

Propósito: Pesquisar o que acontece quando OA-916-JP-MTYTKLR morre.

Método de Execução: Um dispositivo de rastreamento irá ser implantado dentro do corpo do sujeito enquanto estava anestesiado, e depois disso o sujeito será eutanasiado com um medicamento de substância tóxica.

Depois que a morte do sujeito foi identificada como sendo o fator para suas propriedades anômalas, o experimento acima foi executado. Quando a morte do sujeito foi confirmada, foi recebido um sinal vindo de uma montanha a uma distância de 20km. Depois de chegar na localização do sinal, foi descoberto que a entidade emergente (SCP-916-JP-2) possuía a mesma composição que OA-916-JP-MTYTKLR, mas parecia estar num estado de coma. Naquele mesmo momento, também foi notado que parte das árvores próximas haviam perdido sua massa a uma quantidade que era equivalente a massa corporal do sujeito.
Oito minutos depois desta descoberta, SCP-916-JP-2 foi confirmado morto por intoxicação. Depois disso, o mesmo sinal do dispositivo de rastreamento implantado no sujeito foi recebido a 230km da área do Mar do Japão.
Foi feita uma examinação do corpo da instância emergente encontrada na montanha, revelando que o mesmo medicamento que havia sido anteriormente usado para a eutanásia de OA-916-JP-MTYTKLR estava presente no corpo da instância falecida de SCP-916-JP-2, revelando ser a causa da morte da instância. Embora a tentativa de desintoxicação tenha falhado repetidamente em cinco manifestações consecutivas de instâncias de SCP-916-JP-24, os esforços de desintoxicação acabaram bem sucedidos, e a nova instância emergente de SCP-916-JP-2 ainda viva foi levada pela Fundação. Esforços de desintoxicação na última instância emergente de SCP-916-JP-2 foi realizado com êxito na Cidade de Kiso-cho, prevenindo a morte de mais possíveis instâncias de SCP-916-JP-2, e as pessoas que testemunharam o evento foram tratadas com amnésticos de Classe-A.

16/09/2007: Em resposta ao incidente acima, OA-916-JP-MTYTKLR foi redesignado como SCP-916-JP e atribuído a sua classe de objeto especificada.

Registro de Experimento 005 — Data 23/09/2007

Sujeito: SCP-916-JP

Propósito: Pesquisar como o processo exatamente acontece no momento em que SCP-916-JP-2 irá se manifestar. Também ver se a forma de viva em contato e partes removidas serão igualmente replicadas durante o processo.

Método de Execução: Remover um dos rins e a vesícula biliar. Será deixada uma cápsula insolúvel contendo uma lombriga humana viva dentro do intestino. Sujeito enquanto acordado estará usando um bracelete equipado com um dispositivo de gravação, e será terminado de uma maneira imprevisível enquanto o mesmo se distrai ao ficar abraçando um cachorro de raça Zwergspitz. No experimento serão apenas introduzidos espécimes machos, com um dispositivo de rastreamento sendo implantado nos corpos dos organismos usados.

Resultado: Quando o sujeito é atingido na cabeça por um franco atirador, uma nova instância de SCP-916-JP-2 se manifesta em uma minka localizada no Monte Maya, Prefeitura de Hyogo. O sinal dos dispositivos de rastreamento implantados no corpo do sujeito e da lombriga humana foi detectado vindo da localização da manifestação da nova instância resultante de SCP-916-JP-2, mas o sinal do Zwergspitz anteriormente usado no experimento não foi detectado. Pesquisa adicional realizada no corpo havia revelado que o sujeito estava sem a sua vesícula biliar e um dos seus rins, cujo foram as mesmas partes removidas cirurgicamente do corpo da instância anterior. O bracelete usado pelo sujeito era semelhante ao mesmo desenvolvido pela Fundação anteriormente usado no experimento. No dispositivo de gravação anexado no bracelete, dois segundos antes do sujeito ser atingido, a transmissão de vídeo inesperadamente muda pro sujeito indo até uma minka, com a filmagem do sujeito acariciando o Zwergspitz antes de ser atingido sendo perdida e subsequentemente substituída pela filmagem do interior de uma minka. Também foi notado que a memória do sujeito correspondia com o vídeo gravado. A vesícula biliar e rim removidos foram recolocados no corpo do sujeito, e a replica da cápsula contendo a lombriga humana foi recuperada.

Conclusão: Como observado no experimento, SCP-916-JP-2 ainda estava sem sua vesícula biliar e seu segundo rim como a instância anterior, indicando que este não se manifesta em um estado “perfeito” de SCP-916-JP-1. Embora a replicação de itens em sua possessão se estenda a seres vivos em contato, não sabemos se podemos considerar esses itens replicados normalmente utilizáveis sem analisarmos em mais experimentos.

Adendo: Depois desse experimento, o homem que morava na minka havia desaparecido. Depois da minka ter sido monitorada durante um ano, nenhuma anormalidade foi encontrada.

Registro de Experimento 006 — Data 23/09/2007

Sujeito: Replica da lombriga humana recuperada do corpo de SCP-916-JP-2 no Registro de Experimento 005.

Propósito: Ver se as propriedades anômalas de SCP-916-JP são compartilhadas com organismos replicados que fizeram contato SCP-916-JP-2 durante sua manifestação.

Método de Execução: Implantar um dispositivo de rastreamento na replica da lombriga humana e depois terminá-la.

Resultado: Não foi recebido qualquer novo sinal do dispositivo de rastreamento.

Conclusão: Foi confirmado que as propriedades anômalas de SCP-916-JP não são compartilhadas com outros organismos. É provável que duas ou mais instâncias de SCP-916-JP-2 possam existir ao mesmo tempo se SCP-916-JP-1 e as instâncias primogênitas de SCP-916-JP-2 serem “confirmados mortos e depois serem ressuscitados”. De qualquer maneira, quando outros organismos além de SCP-916-JP são replicados com SCP-916-JP-2, este “organismo replicado” resultante não irá adquirir as propriedades anômalas de SCP-916-JP. Entretanto, ao introduzir uma forma de vida que possua propriedades anômalas, é provável que SCP-916-JP possa replicar a entidade e todas as suas características e propriedades anômalas, mas obviamente não vamos tentar confirmar isso em um outro experimento.

Registro de Experimento 008 — Data 25/09/2007

Sujeito: SCP-916-JP

Propósito: Ver o que acontece se SCP-916-JP-1 morrer e depois ser reanimado.

Método de Execução: Fazer o sujeito sofrer um choque circulatório e deixá-lo morrer, e depois que SCP-916-JP-2 se manifestar, aplicar medidas de reanimação em SCP-916-JP-1.

Resultado: Experimento é interrompido pelo Dr. Kirisaki.

Se a reanimação de SCP-916-JP-1 ser bem sucedida, provavelmente vamos ter que lidar com duas instâncias de SCP-916-JP e o dobro da quantidade de instâncias de SCP-916-JP-2. E mesmo se SCP-916-JP-1 temporariamente perder as suas propriedades anômalas depois de sua reanimação, nós não podemos arriscar isso. Os resultados esperados desse experimento não iriam levar nada, então acho que não temos necessidade de fazer isso. - Dr. Kirisaki

Adendo: Quando SCP-916-JP morre, acredita-se que SCP-916-JP-2 não irá se manifestar em seu "estado mais saudável", mas no "estado de viver sem risco de morrer". Acredita-se que SCP-916-JP-2 não esteja se manifestando antes do "momento em que o sujeito bebe o veneno", e que se manifesta antes do "momento em que o veneno tem efeito no corpo do sujeito". SCP-916-JP teve envelhecido desde a época de sua contenção inicial, e como SCP-916-JP futuramente poderá morrer de velhice, na pior das hipóteses, as instâncias de SCP-916-JP-2 irão subsequentemente se manifestar de maneira incontrolável e morrer de velhice repetidamente sem parar, podendo desencadear um inevitável cenário fim do mundo de Classe-NK. SCP-916-JP foi reclassificado como Keter, e seus procedimentos especiais de contenção foram atualizados para manter SCP-916-JP vivo pelo maior tempo possível.

A pesquisa na neutralização permanente de SCP-916-JP está atualmente em andamento.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License