SCP-939
avaliação: +7+x

Item nº: SCP-939

Classe de Objeto: Keter

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-939-1, -3, -19, -53, -89, -96, -98, -99 e -109 estão mantidos na cela 1163-A ou 1163-B, câmaras de contenção de 10 m x 10 m x 3 m na Área de Bio-Contenção Armada-14. Ambas as celas são ambientalmente reguladas e negativamente pressurizadas, com paredes construídas de concreto reforçado. Acesso a estas celas é regulado por uma câmara de descontaminação externa e por portas de segurança de aço estanques a gases. As janelas de observação estão construídas em vidro balístico laminado de 10 cm de espessura, protegido por uma malha eletrificada de 100 kV. A umidade é mantida em 100% a uma temperatura de 16° C. Espécimes são monitorados em todos os momentos através de câmeras infravermelhas. Autorização de Nível Quatro é necessária para acessar SCP-939, suas áreas de contenção ou as câmaras de observação.

SCP-939-101 está desmembrado e armazenado em Tanques de Preservação Criogênica 939-101A a 939-101M dentro da Área de Bio-Pesquisa-12. Acesso ao SCP-939-101 requer autorização de dois funcionários de Nível 3, um dos quais deve estar presente para todas as pesquisas e testes. O conteúdo de apenas um (1) tanque 939-101 pode ser acessado a qualquer momento. Temperatura do núcleo dos tecidos de SCP-939-101 devem ser monitorados enquanto removidos da preservação criogênica; se a temperatura do núcleo exceder 10° C, os tecidos devem retornar ao tanque correspondente e todos os testes devem ser suspensos por um período de setenta e duas (72) horas. Exceto pela temperatura interna superior a 10° C, a pesquisa de tecidos de SCP-939-101 pode continuar enquanto suas divagações e pedidos de liberação forem tolerados.

Celas de contenção devem ser limpas quinzenalmente. Enquanto isso ocorre, espécimes de SCP-939 serão transferidos para a cela adjacente. Durante esse tempo, a porta da cela e a janela de observação devem ser inspecionadas por danos e reparadas ou substituídas de acordo.

Sedação pesada de todos SCP-939 é necessária antes que qualquer interação, incluindo a transferência entre as celas e a experimentação, possa ocorrer. Veja o Documento #939-TE4 para protocolo de transferência e experimentação.

Equipamento Hazmat Nível C deve ser usada pelo pessoal durante interações com espécimes de SCP-939 e em quaisquer áreas que SCP-939 seja conhecido por habitar. Posteriormente, procedimentos padrão de descontaminação devem ser observados por todo o pessoal envolvido para garantir que não ocorra propagação secundária de agentes amnésticos.

Após o Incidente ABCA14-939-3, todo o pessoal não pertencente à Classe D interagindo com SCP-939 por qualquer período de tempo é obrigado a usar dois (2) monitores eletrônicos de batimento à prova d'água durante toda a interação. Esses monitores de batimento transmitirão a um sistema de monitoramento sem fio, independente da rede de energia principal de uma instalação, com pelo menos um sistema de energia reserva em modo de espera. Se ambos os batimentos de um indivíduo apresentar uma linha reta ou mal funcionamento, o usuário será considerado morto, o pessoal será instruído a desconsiderar todas as vocalizações subsequentes do usuário e uma quebra de contenção será declarada automaticamente. A equipe de segurança que responde a essa violação são também obrigados a usar esses monitores de batimento.

Além disso, todos SCP-939 vivos devem ser implantados com dispositivos de rastreamento subdérmicos após a captura.

Descrição: SCP-939 são endotérmicos, predadores cooperativos que exibem atrofia de vários sistemas semelhantes a organismos troglóbios. As peles de SCP-939 são altamente permeáveis à umidade e vermelho translúcido, devido a um composto quimicamente semelhante à hemoglobina. SCP-939 têm em média 2.2 metros de altura em pé e pesa uma média de 250 kg, embora o peso seja altamente variável. Cada um dos seus quatro membros termina em garras de três dedos com um quarto, dedo opositor, e são cobertos por cerdas que aumentam consideravelmente a capacidade de escalada. Suas cabeças são alongadas, desprovidas de olhos ainda vestigiais ou órbitas oculares, e não contêm crânio. As mandíbulas de SCP-939 são revestidas de dentes vermelhos, levemente luminescentes, similares àqueles pertencentes a espécimes do gênero Chauliodus, de até 6 cm de comprimento, e circundados por fossetas loreais sensíveis ao calor. Pontos oculares, sensíveis à luz e à escuridão, percorrem o comprimento de suas cristas dorsais espinhais. Esses espinhos podem ter até 16 cm de comprimento e acredita-se que sejam sensíveis a mudanças na pressão e no fluxo de ar.

SCP-939 não possuem muitos sistemas de órgãos vitais; sistemas nervoso central e periférico, sistema circulatório e aparelho digestivo estão ausentes. O sistema respiratório de SCP-939 está atrofiado e não tem propósito aparente além da propagação de AMN-C227 (veja abaixo). SCP-939 não tem necessidade fisiológica aparente de se alimentar, nem qualquer forma de digerir o tecido consumido. O material ingerido normalmente se acumula no sistema respiratório de SCP-939 e é regurgitado uma vez que a quantidade é suficiente para inibir marcadamente sua função. Apesar da ausência de muitos sistemas de órgãos vitais, SCP-939 é capaz de gerar prole. Veja Adendo 10-16-1991.

O principal método de SCP-939 de atraírem presas é a imitação da fala humana nas vozes de vítimas anteriores, embora a imitação de outras espécies e caçadas noturnas ativas tenham sido documentadas. Vocalizações de SCP-939 frequentemente sugerem sofrimento significativo; se SCP-939 entendem suas vocalizações ou estão repetindo frases ouvidas anteriormente é o assunto do estudo em andamento. Como SCP-939 adquirem vozes não é entendido atualmente; espécimes foram documentados imitando vítimas apesar de nunca terem ouvido a vítima falar. A análise das vocalizações de SCP-939 não consegue distinguir entre SCP-939 e amostras de vozes de vítimas conhecidas. O uso de sistemas biométricos de segurança de reconhecimento de voz ou de identificação em qualquer instalação armazenando SCP-939 é fortemente desencorajado por este motivo. Presa é geralmente morta com uma única mordida no crânio ou pescoço; forças de mordida foram medidas em excesso de 35 MPa.

SCP-939 exala traços minúsculos de um amnéstico Classe C em aerossol, designado AMN-C227. AMN-C227 provoca amnésia anterógrada temporária, inibindo a formação da memória durante a duração da exposição, além de uma média de trinta (30) minutos. É incolor, inodoro e insípido, com uma ECt50 estimada para a inalação de 0,0015mg•min/m3. Em ambientes bem ventilados ou abertos, o risco de exposição ao ECt50 é bastante reduzido, mas não é insignificante. AMN-C227 é tipicamente indetectável na corrente sanguínea sessenta (60) minutos após a cessação da exposição. Sensações relatadas de desorientação e alucinações leves imediatamente após a remoção de ambientes saturados com o agente são semelhantes ao uso recreativo de inúmeras substâncias psicoativas e facilmente confundidas como tal.

Nota 23-03-2005: Este relatório refere-se à morfologia alfa. Para obter informações sobre a morfologia beta, consulte [REDIGIDO] Registro do Experimento 914, FTMA Nu-7 após o relatório de Ação ██-██-████, [REDIGIDO]

Adendo 14-11-1981: Um relatório de comunicações de rádio entre as equipes de captura durante o contato inicial com SCP-939 está disponível aqui.

Adendo 11-04-1982: Devido à intensa aversão de SCP-939 à luz brilhante, foi considerado um risco mínimo de fuga. Iluminação padrão fluorescente do corredor é suficiente para impedir que SCP-939-1 deixe sua cela escurecida. Veja Adendo 09-20-1991.

Adendo 29-06-1987: Pesquisa preliminar em AMN-C227 sugere potencial para uso como um amnéstico de propósito geral. Métodos de produção em massa do agente, bem como possíveis efeitos adversos, estão sendo investigados no Sítio de Bio-Contenção e Pesquisa-06.

Adendo 03-10-1990: AMN-C227 foi aprovado para ser utilizado como um amnéstico de Classe C. A projeção da produção anual do produto na Área de Bio-Pesquisa 12 pelas culturas de tecido respiratório de SCP-939 deverá ultrapassar três (3) litros.

Adendo 20-09-1991: A contenção de nove (9) espécimes de SCP-939 foi comprometida após um cenário de violação "Noite Silenciosa" no site de Bio-Contenção e Pesquisa-06. Estabelecimentos civis próximos foram evacuados sob o pretexto de uma tempestade que se aproximava. Equipes de recuperação foram implantadas na área.

Adendo 16-10-1991: [REDIGIDO] Em vista disso, toda a interação com SCP-939 de 8 de setembro a 7 de outubro no Hemisfério Norte ou de 6 de março a 4 de abril no Hemisfério Sul é estritamente proibida. [REDIGIDO] Nenhum espécime masculino de SCP-939 ainda foi identificado [REDIGIDO] contém um amnéstico Classe B [REDIGIDO]

Veja Reprodução de SCP-939.

Adendo 20-02-1992: Em vigor imediato, o uso de AMN-C227 como um amnéstico está suspenso indefinidamente. Consulte o Relatório de Incidentes AMN-C227-939 para mais informações.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License