SCP-983
avaliação: 0+x

Item n°: SCP-983

Classe de Objeto: Seguro

Procedimentos Especiais de Contenção: SCP-983 é completamente seguro desde que os técnicos que o manejam trabalhem em qualquer dia fora de seu próprio aniversário. Caso SCP-983 seja apresentado a ou manejado por qualquer indivíduo no aniversário anual de seu nascimento, ele deve imediatamente seguir os protocolos de canto contidos no Kit de Emergência 135r localizado próximo à porta da câmara de contenção de SCP-983.

No evento de o indivíduo-alvo falhar a atingir os requisitos de campo, seus restos devem ser descartados por métodos padrão. No evento de o indivíduo-alvo atingir os requisitos de canto, as seguintes informações devem ser coletadas: Idade, Cor do Doce coletado, Precisão do Canto obtido pelo melhor julgamento daqueles presentes, e o número de versos que se passaram até reconhecimento por SCP-983.

Nenhum doce obtido de SCP-983 pode ser consumido por qualquer funcionário sem seguir os procedimentos de contenção aprovados pela equipe-sênior e termos de responsabilidade escritos e carimbados pelo consumidor. Este requisito é anulado no caso de teste de doce com Classes-D.

Descrição: SCP-983 é um macaco mecânico antigo com uma data desbotada localizada na sola de seu pé esquerdo, colocando sua fabricação em algum ponto dos anos 1940 por uma pessoa ou companhia desconhecida. O macaco está vestido com as sobras do que costumava ser um design de colete popular com mestres de cerimônia de circo. Na mão esquerda do macaco, há um sino de bronze levemente manchado. Em sua mão direita, o macaco segura uma pequena vareta de bronze. O macaco é capaz de emitir fala e som, embora exames do objeto não tenham revelado qualquer solda, parafuso, ou abertura que indicaria um método de desmontagem.

SCP-983 é completamente inofensivo e inerte na maioria das circunstâncias e pode ser manejado sem precauções especiais desde que o manejador não esteja experienciando o período de 24 horas considerado o aniversário de seu nascimento. Quando SCP-983 entra em contato físico com um indivíduo em seu aniversário, o objeto irá ganhar vida e fazer um único salto mortal para trás antes de erguer seu sino e cantar uma canção simples.

RING DING DING DING É SEU ANIVERSÁRIO

Este único verso será sucedido pelo macaco batendo em seu sino produzindo um tom que varia de agudo até grave. O canto de SCP-983 também foi descoberto variar levemente em altitude, mas manteve um tom muito animado e feliz.

SCP-983 cantará esta canção uma vez a cada três a quatro segundos, pausando para tocar seu sino, até o novo dono morrer ou atingir os requisitos de canto, que até agora não são completamente conhecidos, mas se acredita serem baseados em propriamente acertar o tempo do canto em conjunto com SCP-983.

Cada verso cantado por SCP-983 aparenta envelhecer o ‘dono’ do item em o que se estima ser um ano. Cantando em conjunto com SCP-983, o ‘dono’ pode desativar o macaco o que, quando bem-sucedido, resulta em uma declaração triunfante de ’ANIVERSÁRIO!’ de SCP-983, que tocará seu sino uma vez e produzirá um único doce do tipo jujuba vindo do sino.

A forma de cantar em conjunto com SCP-983 tem um impacto direto na cor do doce produzido e os efeitos colaterais de seu consumo. Grupos de teste instruídos a seguir o Documento 135r à letra verificaram que um canto perfeito resulta na produção de um doce cristalino com qualidades moderadamente luminescentes. Um canto quase perfeito produz o mesmo doce exceto pela luminescência. Ambos os doces foram verificados como restauradores de qualquer idade perdida pelo consumidor devido à canção de SCP-983; entretanto, os doces luminescentes podem também dar tempo e juventude adicionais, embora esta teoria seja até agora não-provada devido à baixa taxa de produção destes doces.

Devido a inconsistências em atitude, tom, conduta, e estilo ao tentar corresponder à canção de SCP-983, uma larga variedade de doces foi produzida. Em absolutamente nenhuma circunstância é permitido consumir doces pretos, embora outras cores possam ser consumidas mediante aprovação prévia e arranjos de contenção.

A ativação inicial de SCP-983 foi em um ambiente altamente não-controlado, então uma ‘recontagem’ é o melhor registro disponível do incidente. Testes de interesse subsequentes em ambientes mais controlados foram anexados a este documento assim como efeito do doce nestes experimentos.

Primeira Ativação de SCP-983

SCP-983 foi comprado de um mercado de pulgas local como um presente para um admirador de macacos como uma piada. O vendedor do macaco alertou o comprador que o objeto era para ser visto e nunca tocado por alguém no dia de seu nascimento, mas foi incapaz de dar razões exatas sobre porquê, afirmando que era um aviso passado a ele que foi bem seguido e poderia ser ‘lenda cigana ou qualquer █████ do tipo.’

No aniversário do novo dono de SCP-983, o presente foi desembrulhado e o macaco foi dado, quando começou a cantar. Funcionários presentes na festa de aniversário de seu colega de trabalho inicialmente acharam graça assim como o receptor; entretanto, testemunhas afirmam que o receptor se tornou cada vez mais agitado quanto mais o macaco cantava.

Após o que se estima serem dez versos, o receptor tentou encontrar uma forma de desligar o aparelho, sem resultado. Os presentes afirmam que neste momento várias pessoas notaram listras prateadas no cabelo do receptor. Após estimadamente 8 ou 10 versos a mais, o cinza estava pronunciado assim como rugas ou estresse no rosto de receptor. Após mais cinco versos, o receptor retornou o macaco para descansar e reclamou de não ter força para lidar com aquilo, pedindo para alguém desligar o objeto.

Com SCP-983 não sendo completamente percebido como um objeto potencialmente perigoso, houve pânico e preguiça nas reações dos funcionários presentes, o que levou a SCP-983 ser permitido a completar o que se estima serem trinta ou talvez quarenta versos adicionais antes de uma equipe de contenção conseguir chegar ao local de festa. Neste ponto, o receptor já havia expirado há muito tempo, deixando apenas um esqueleto remanescente na cadeira com pele presa a ele.

Com confusão em como se aproximar de SCP-983 de forma segura, o objeto conseguiu cantar por aproximadamente um minuto a mais antes de parar sozinho, quando não restava nada do receptor original além de seus restos puramente esqueléticos. O último verso de SCP-983 consistiu apenas da única palavra, “ANIVERSÁRIO!”, que anunciou alegremente antes de dar um único salto mortal para trás e soar seu sino uma vez. Do sino caiu um único doce similar a uma jujuba de cor puramente negra. Este doce nunca foi consumido e foi descrito como moderadamente hipnotizante, atraindo o olhar de uma pessoa até uma fonte externa a distrair. Com o número de indivíduos na cena e o caos generalizado envolvendo o incidente, nenhuma pessoa foi capaz de se tornar muito focada no doce, o qual foi seguramente contido.

Ativação Controlada de SCP-983 n°32

Durante o teste n°32 de SCP-983 uma cobaia █████ ██████████ se voluntariou para teste por seu aniversário ter chegado e por demonstrar qualidades únicas em comparação com cobaias anteriores, especificamente uma forma excepcionalmente animada e otimista de celebrar seu aniversário. █████ será nomeada ‘cobaia’ pelo restante deste teste.

Sem explicação sobre o que esperar, a cobaia recebeu SCP-983 como um presente embrulhado com o aviso prévio de que o objeto canta e que se faria um ótimo vídeo de aniversário se ela cantasse junto. A cobaia demostrou euforia e aceitação de SCP-983 como um presente adequado quando foi desembrulhado, e não precisou de orientação para cantar em conjunto com o objeto quando começou.

A cobaia superou os requisitos de canto perdendo apenas o primeiro verso para entender as palavras e começando imediatamente no segundo e então continuando por um total de quarenta e cinco (45) versos para um total de quarenta e seis (46) versos completados.

Durante o processo de canto a cobaia demonstrou o processo de envelhecimento esperado com cada verso que se passava, mas não demonstrou qualquer perda de energia ou entusiasmo em continuar a canção até o final. A cobaia permaneceu completamente ignorante do estado físico de seu corpo durante o experimento.

Com o completamento do verso final SCP-983 anunciou o final como esperado afirmando ’ANIVERSÁRIO!’ sonoramente e realizando um único salto mortal para trás seguido por um soar de seu sino. O doce produzido do sino foi gravado como tendo uma cor branca vibrante com propriedades vagamente luminescentes. A cobaia notou que era o mais belo confeito que ela já tinha visto e funcionários observadores também notaram admiração pela jujuba. Mantendo o controle do experimento foi permitido que a cobaia consumisse o doce.

Após terminar o doce e um período de uma hora de monitoramento não houve indicação de qualquer efeito colateral ocorrido com o consumo. Com o experimento prestes a ser declarado como terminado, a cobaia pediu para sair e foi liberada da área de testes, quando ela explodiu com uma luz cegante que danificou as câmeras monitorando o experimento e deixou todos os presentes cegos por cinco minutos após a explosão. Funcionários assistentes que correram até a cena descreveram uma luz fraca duradoura que permaneceu por pelo menos dois minutos no local em que a cobaia estava antes de apagar.

A cobaia não foi localizada desde este experimento e atividade eletromagnética incomumente alta foi notada na área que havia sido utilizada para o teste. Substituição de fontes de luz nesta área também subiu 70% acima da norma de outras áreas da instalação; não obstante, nenhum decréscimo de iluminação foi reportado em qualquer área afetada por esta anomalia.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License