Dossiê de Instalação Segura: Sítio-77
avaliação: +2+x

Dossiê de Instalação Segura da Fundação SCP

Designação Oficial: Instalação de Contenção em Massa da Fundação SCP do Sul da Europa

Código de Identificação do Sítio: EUITLA-Sítio-77

Informações Gerais


site.jpg

Sítio-77. Clique para ampliar.

Fundado: 25 de Julho de 1943

Diretor Fundador: Dra. Shirley Gillespie

Local: Província de L'Aquila, Sul da Itália, União Europeia

História de Acobertamento: Empresa de Comércio de Peças e Mineração Carter do Sul

Função do Sítio: Contenção em Massa, Pesquisa, Mobilização de Forças-Tarefa, Admnistrativo

Tamanho: Área Superficial de 5.69km2

Instalações e Alas

  • Instalações de Habitação - Cada pessoa no sítio tem seu próprio quarto, contendo uma cama, uma escrivaninha, uma mesa de cabeceira, armários e um pôster com os dizeres "A Humanidade Não Deve Voltar a Viver Com Medo".
  • Instalações de Escritórios - O sítio contem um grande número de escritórios, espalhados geralmente por todo o sítio. O maior aglomerado deles fica próximo ao saguão de entrada do sítio. Os escritórios tendem a ser relativamente simples, embora alguns funcionários coloquem sua própria visão pessoal nas coisas. O escritório de equipamentos está entre esses, consistindo de uma grande sala semelhante a um armazém na parte inferior de um longo lance de escadas.
office.jpg

Escritórios Internos.

  • Salas Comuns - Há várias salas comuns divididas entre os departamentos do Sítio, equipadas com vários sofás e poltronas dispostos em torno de um centro de entretenimento. Agentes são encorajados a passar o tempo que desejarem nos espaços comuns, embora dormir seja desencorajado.
  • Grande Refeitório - O único refeitório do Sítio, o grande refeitório fornece para todos os funcionários. Uma grande sala com fileiras de mesas e bancos, a comida fornecida é gratuita, inofensiva e farta. Opções para todas as preferências dietéticas são fornecidas.
  • Ala Médica - Instalações cirúrgicas e de recuperação, enfermeiras e médicos que estão consideravelmente mais interessados na sua saúde do que na sua felicidade. Há rumores de que ela foi melhorada por meio da pesquisa privada do Diretor.
  • Instalações de Segurança - O Sítio-77 e os arredores são patrulhados por agentes da Força-Tarefa Móvel Psi-7. O sítio está repleto de pontos de controle e infraestrutura defensiva, tanto dentro quanto fora da base.
  • Academia - A academia é ampla e bem equipada, com vários pesos, bolsas e máquinas para o cultivo de um estado de saúde saudável. A característica mais notável é o ringue de boxe em tamanho real, onde agentes podem socar e chutar uns aos outros o quanto quiserem. As pessoas tendem a colar notas engraçadas nos sacos de pancada representando coisas que elas gostariam muito de bater.
  • Campo - Um campo de tiro interno. Embora apenas projéteis inertes possam ser usados, há uma ampla seleção de tais armas disponíveis para uso, junto com o equipamento de segurança apropriado. Há instalações que permitem o disparo de armas por aqueles que não teriam permissão para transportar armas pelo sítio.
  • Observatório - Um telescópio colocado em uma pequena câmara de observação no topo do Sítio-77. Usado para observação de potenciais anomalias astronomicamente baseadas.
  • Laboratórios e Ala de Pesquisa - Os laboratórios do sítio são centralizados, principalmente na ala sul da porção subterrânea do sítio. Diretamente ligada às Alas de Ciência da Computação e Metal/Construção, a porção de pesquisa do Sítio-77 é particularmente conhecida por suas inovações na pesquisa de riscosinformativos.
solartest.jpg

Teste externo em progresso.

  • Ala de Ciência da Computação - Supercomputadores modernos ficam de costas um para o outro, com um monte de computadores do tipo UNIVAC de gravador de rolo forrando as paredes. Enigmagrafos, máquinas capazes de tornar os documentos ilegíveis para qualquer pessoa que não seja o destinatário pretendido, podem ser encontradas aqui, bem como vários computadores poderosos não anômalos e acessórios de computador poderosos. Os laboratórios de informática para uso oficial e pessoal podem ser encontrados aqui, bem como aqueles usados para cálculos avançados e projetos legados. Computadores compatíveis com quase todos os padrões imagináveis podem ser encontrados aqui.
  • Metalúrgica e Construção - Onde a reserva de veículos conserta seus automóveis, bem como qualquer outro problema mecânico que o sítio possa estar apresentando. Tendo as ferramentas que você esperaria de um lugar que constrói carros/computadores/paredes/qualquer outra coisa que a Fundação possa precisar. Abrigando também a garagem para a reserva motorizada.
  • Igreja - O sítio possui uma grande igreja não denominacional construída na encosta da montanha, com entrada tanto pela parte subterrânea do sítio quanto por fora. Ela é relativamente simples, sem nenhuma extravagância real. Há, na equipe, capelães judeus, protestantes e católicos. O rabino fica com a capela aos sábados, enquanto a noite de domingo é dividida entre o ministro e o padre. No resto do tempo, eles alternam seus sermões e sacramentos. A igreja é enganosamente sagrada- embora seja uma construção moderna, ela foi santificada por vários sacerdotes de alto escalão, especialmente do Vaticano. O tempo dirá se isso terá algum efeito perceptível.
  • Quartel - O Sítio-77 serve como sede principal da Força-Tarefa Móvel Psi-7, "Melhoria Domiciliar". Adicionalmente, membros da Psi-7 atuam como a principal força de segurança do Sítio-77, com a segurança interna supervisionada pelo Diretor de Segurança Anderson.
  • Ala de Contenção - Seção do Sítio-77 usada principalmente para contenção de anomalias de nível Seguro e Euclídeo. Principalmente subterrâneas, essas instalações foram reforçadas para proteger contra terremotos e têm algumas das contramedidas anômalas mais atualizadas da Fundação.
  • Cofres de Contenção - Localizados abaixo da instalação, armários e câmaras com registros e objetos anômalos de baixo nível. O armazenamento em massa de objetos marginalmente anômalos ocorre principalmente dentro do Sítio-77, e eles têm o maior número de objetos Classe-E1 de qualquer instalação da Fundação.
  • Complexo do Diretor - O complexo do Diretor é grande. Você não pode entrar. Esses são os únicos fatos que você precisa saber.

Informações da Equipe


gillespie.jpg

Diretora Shirley Gillespie, no centro.

Diretor de Sítio: Dra. Shirley Gillespie

Diretor Adjunto do Sítio: Dr. Ralph Roget

Dir. Asst. de Funcionários: Wade Quincy

Dir. Asst. das Instalações: John Skelton

Dir. Asst. de Pesquisa: Dr. Peter Gerthart

Dir. Asst. de Contenção: Dr. Jamie Regal

Dir. Asst. de Medicina: Caleigh Amity Vayl

Dir. Asst. de Segurança: Theodore Anderson

Dir. Asst. de Recursos Humanos: Mary Guild

Psicólogo do Sítio: Dr. Roth

Funcionários do Sítio:

    Chefes de Departamento: 9

    Médicos da Equipe: 180

    Pesquisadores da Equipe: 1094

    Funcionários Administrativos: 390

    Manutenção ou Zeladoria: 888

    Funcionários de Segurança: 2220

    Classe-D: 22

    Outros Funcionários: 11

Incidentes de Contenção Notáveis


SCP-1591 - Antes do estabelecimento do Sítio-77 como uma instalação da Fundação, as forças aliadas assumiram controle dos edifícios da superfície para usar como base. Um ataque aéreo das forças do Eixo danificou gravemente muitos edifícios, incluindo um contendo SCP-1591, que estava sendo estudado por cientistas aliados.

Isso ampliou enormemente a intensidade do efeito de SCP-1591. O restante das instalações na superfície foram destruídas e aproximadamente 40 funcionários da Fundação foram perdidos. Além disso, todos os agentes e pesquisadores sobreviventes ficaram presos nas porções subterrâneas das instalações e não puderam retornar à superfície.

Após alertar o Comando O5 sobre a situação, policiais locais foram convocados para impedir que indivíduos chegassem à zona afetada pela brecha. Holofotes foram transportados por ferrovia a partir de bases aéreas da região, e a contenção foi restaurada.

SCP-703 - SCP-643 inesperadamente se manifesta dentro de SCP-703 enquanto o primeiro é transferido para uma câmara de contenção mais segura. Vários pesquisadores e agentes presentes são afetados, no entanto, os protocolos olfativos adequados foram observados pela segurança do Sítio-77 garantindo perdas mínimas durante esta brecha. SCP-703 reclassificado para Euclídeo.

SCP-039 - Durante uma patrulha de segurança normal, várias instâncias de SCP-039 foram vistas se movendo através da contenção sem supervisão. Investigações posteriores mostraram que SCP-039 usou ferramentas obtidas de dentro das paredes para desativar e remover a porta de segurança de sua câmara de contenção.

Durante as operações de re-contenção, uma milícia mercenária começou a atacar a Ala de Contenção do Sítio-77. Durante as operações defensivas, SCP-039 continuou vagando sem supervisão e sabe-se que levou à brecha de pelo menos um objeto SCP, SCP-1957, que resultou na criação de SCP-1837 depois que SCP-1957 entrou em contato com E-4250, uma anomalia desconhecida possuída pelo grupo.

A investigação pós-brecha mostrou que as ferramentas haviam sido deixadas para trás e perdidas durante as reformas vários anos antes. Os protocolos de segurança para câmaras de contenção animistas foram tornados mais rígidos após este incidente, bem como os protocolos de construção.

SCP-512 - Durante testes externos de SCP-512, D-512-33 foi capaz de ordenar vôo controlado e escapar voando sobre as paredes. A Força-Tarefa Móvel Psi-7 mobilizou vários helicópteros para persegui-lo, antes de ser recapturado D-512-33 foi atingido por um raio e morreu.

Após a recuperação, todos os testes externos no Sítio-77 foram descontinuados.

SCP-213 - Enquanto dormia, o aspecto destrutivo da anomalia SCP-213 se manifestou incontrolavelmente por aproximdamente 30 segundos, fazendo com que o indivíduo caísse através de múltiplos sub-porões antes de ser recuperado. Nenhuma baixa durante a brecha, embora o custo dos danos tenha somado 1.2 milhões de euros.

Análise deste incidente estimulou a pesquisa que levou à descoberta da anomalia fonte de SCP-213 e à execução dos procedimentos de contenção atuais.

SCP-2322 - Uma porta desconhecida apareceu durante a noite dentro do complexo do Diretor. Quando investigada, suas propriedades anômalas foram reveladas. Reformas e alterações no complexo foram feitas para garantir a contenção segura de SCP-2322.

Acredita-se estar conectada a E-8812, uma anomalia humanoide com habilidades de dobra de realidade relacionadas a ondas eletrônicas e de rádio.

Informações Adicionais


Os primeiros registros arqueológicos do Sítio-77 indicam que ele era um ponto de encontro religioso ou cultural para vilas rurais no sul da Itália. Seu propósito específico não é conhecido, pois quaisquer fontes primárias foram perdidas ou destruídas ao longo do tempo. Relíquias e artefatos desse período são raros, e os descobertos não são particularmente frutíferos.

Por muitos anos, durante os séculos 18 e 19, as instalações que um dia evoluiriam para o Sítio-77 foram usadas principalmente para mineração de carvão. Depois que ele se esgotou, elas foram abandonadas e ficaram severamente degradadas. Quando o regime fascista chegou ao poder na década de 1920, as ruínas das instalações foram apreendidas pelo governo e usadas como parte de sua campanha de rearmamento, produzindo armas de fogo e equipamentos de nível militar.

Em 1942, as instalações que se tornariam o Sítio-77 foram solicitadas para uso pelos alemães como base de pesquisa. Com tropas de reserva posicionadas, a presença militar ali era uma das maiores da região. Além disso, grandes quantidades de munições e armas eram armazenadas lá.

Durante esse tempo, cientistas italianos e alemães estavam usando a área para pesquisa geológica, bem como um pequeno contingente de representantes do partido nazista estudando ocultismo. Esses pesquisadores operaram apenas com o apoio morno de seus governos e relutante tolerância dos soldados ali posicionados. A pesquisa de wunderwaffe2 ultra secretas começou no final de 1943, mas cessou assim que o governo italiano se rendeu.

Assim que as instalações caíram em suas mãos, os Aliados fizeram pouco esforço para fortificar ou reforçar a grande base, mas usaram partes dela como um hospital enquanto continuavam a avançar para o norte. Grandes porções da superfície foram destruídas por SCP-1591 depois que o bombardeio do Eixo reduziu suas instalações de contenção a escombros.

Em 1945, com a guerra quase acabada, a instalação foi reaproveitada como um depósito ferroviário para ser usado por interesses comerciais americanos. Ela foi operada pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico para enviar suprimentos do plano Marshall para a Europa.

Nos últimos dias do projeto, um de seus agentes, Shirley Gillespie, fez um acordo com a Fundação. Ela canalizaria a eles grandes somas de dinheiro em troca de proteção contra agentes americanos e um cargo sênior. A Fundação foi, portanto, capaz de reformar suas novas instalações com as mais novas tecnologias e aprimoramentos.

Devido à grande concentração de objetos anômalos neste local, o Sítio-77 experimentou um número acima da média de brechas de contenção. No entanto, o número de grandes incidentes de contenção está no mesmo nível de outras instalações da Fundação.

O Sítio-77 é o sítio de contenção de maior volume atualmente mantido pela Fundação. Sua missão atual é deter fenômenos anômalos, pesquisar seus efeitos e manter a normalidade/segurança na região.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License