Níveis de Credencial de Segurança

Visão Geral

As autorizações de segurança da Fundação concedidas ao pessoal representam o nível mais alto ou o tipo de informação ao qual podem acessar. Contudo, ter qualquer nível de autorização não garante automaticamente acesso a toda informação do mesmo: funcionários só são concedidos acesso à informação em uma base de "necessita-de-saber" e ao critério do designado responsável supervisor dos respetivos departamentos.

Nível 0 (Apenas Para Uso Oficial)

Credenciais de segurança Nível 0 são dadas a funcionários não-essenciais sem necessidade de acessar informação envolvendo objetos ou entidades anômalas em contenção da Fundação. Acesso Nível 0 é tipicamente mantido por funcionários em posições administrativas, logísticas ou de zeladoria em instalações sem acesso a dados operacionais.

Nível 1 (Confidencial)

Credenciais de segurança Nível 1 são dadas a funcionários com proximidade mas sem nenhum acesso direto ou indireto a informações sobre os objetos ou entidades anômalas em contenção na Fundação. Credenciais de segurança Nível 1 são tipicamente dadas a funcionários trabalhando em posições administrativas, logísticas ou de zeladoria em instalações com capacidade de contenção ou que de outra forma precisem lidar com informações sensíveis.

Nível 2 (Restrito)

Credenciais de segurança nível 2 são dadas a funcionários de segurança e pesquisa que necessitam de acesso direto a informações envolvendo objetos e entidades anômalas em contenção. A maioria das equipes de pesquisa, agentes de campo e especialistas de contenção possuem uma credencial de segurança Nível 2.

Nível 3 (Secreto)

Credenciais de segurança Nível 3 são dadas a funcionários de segurança e pesquisa sênior que necessitam de dados aprofundados sobre a fonte, circunstâncias de recuperação e planejamento a longo prazo para objetos e entidades anômalas em contenção. A maioria dos membros sênior de equipes de pesquisa, gerentes de projeto, oficiais de segurança, membros de times de resposta e operativos de Grupos-de-Ação Móveis possuem uma credencial de segurança Nível 3.

Nível 4 (Ultra Secreto)

Credenciais de segurança Nível 4 são dadas a administradores sênior que necessitam de acesso a informações de área-completa e/ou regional, assim como dados estratégicos a longo-prazo envolvendo operações e projetos de pesquisa da Fundação. Credenciais de segurança Nível 4 tipicamente só são possuídas por Diretores de Sítio/Área, Diretores de Segurança ou Comandantes de Forças-Tarefa Móveis.

Nível 5 (Thaumiel)

Autorização de segurança Nível 5 são dadas aos funcionários administrativos das mais altas posições na Fundação, e garante efetivamente dados ilimitados para todos os dados estratégicos ou de alguma forma sensível. Autorizações de segurança Nível 5 são tipicamente dadas apenas aos membros do Conselho O5 e funcionários selecionados.

Classificação de Funcionários

Classificações são atribuídas a funcionários baseando-se na sua proximidade a objetos, entidades ou fenômenos anômalos potencialmente perigosos.

Classe A

Funcionários Classe A são os ditos essenciais para as operações estratégicas da Fundação e não são permitidos a ter acesso direto a anomalias sob qualquer circunstância. Em circunstâncias que exigem que funcionários de Classe A fiquem em proximidade direta de anomalias (como é o caso de instalações alojando unidades de contenção), funcionários de Classe A não são permitidos a ter acesso ás áreas da instalação contendo tais anomalias e devem ser mantidos em áreas seguras a todo instante. No caso de uma emergência, funcionários de Classe A devem ser imediatamente evacuados para uma localização designada e segura fora da área. Membros do Conselho O5 são sempre funcionários Classe A.

Classe B

Funcionários Classe B são os ditos essenciais para operações locais da Fundação, e pode ser concedido acesso apenas aos objetos, entidades e anomalias que passaram por quarentena e foram limpas de quaisquer possibilidades de efitos como controlo de mentes ou agentes meméticos. Em situação de brecha de contenção ou ações hostis contra uma instalação da Fundação, funcionários de Classe B devem ser evacuados para uma localização designada, segura e fora da área o mais rápido possível.

Classe C

Funcionários Classe C são funcionários com acesso direto à maioria das anomalias estritamente determinadas como não-hostis ou perigosas. Funcionários Classe C que tiveram contato direto com propriedades de controlo de mentes ou meméticas devem ser submetidos a quarentena mandatória e avaliação psicológica como dito necessário pelos funcionários de segurança. Em situação de brecha de contenção ou ação hostil contra uma instalação da Fundação, funcionários não-combatentes Classe C têm ou de informar o acontecimento para proteger as áreas de bloqueio ou evacuar a critério dos funcionários de segurança da área, em caso de brecha em toda a área ou outro evento catastrófico.

Classe D

Funcionários Classe D são funcionários descartáveis usados para lidar com anomalias extremamente arriscadas e não são permitidos a entrar em contacto com funcionários Classe A ou Classe B. Funcionários Classe D são tipicamente recrutados de prisões de todo o mundo sendo que são reclusos presos por crimes violentos, especialmente os que estão condenados com pena de morte. Em tempos de dificuldade, Protocolo 12 pode ser decretado, que autoriza recrutamento de outras fontes – como prisioneiros políticos, populações refugiadas e outras fontes civis – que podem ser transferidas para a custódia da Fundação sob circunstâncias plausivelmente desconfiáveis. Funcionários Classe D devem ser submetidos a avaliações psicológicas mandatórias, e devem ser administrados um amnéstico de Classe B no mínimo, ou rescindidos no fim de cada mês a critério dos funcionários de segurança ou médicos na área. No caso de um evento catastrófico na área, funcionários Classe D devem ser exterminados imediatamente, exceto seja considerado necessário pelo pessoal de segurança do local.

Classe E

Classe E é uma classificação provisória, aplicada para agentes de campo e funcionários de contenção que foram expostos a efeitos potencialmente perigosos, durante o progresso de assegurar e estabelecer contenção inicial sob um objeto, entidade ou fenômeno recém-designado. Funcionários Classe E devem ser postos em quarentena assim que possível e só podem retornar as suas funções após serem interrogados e liberados por funcionários psiquiátricos e médicos.

Títulos de Funcionários

Estes são os títulos ocupacionais padrões, que são tipicamente usados na Fundação.

Funcionários de Área

Especialistas de Contenção

Especialistas de contenção têm dois papéis principais nas instalações da Fundação. Primeiramente, times de contenção são chamados para responder a casos confirmados de atividade anômala para assegurar e estabelecer contenção inicial sob objetos, entidades ou fenômenos anômalos, e transportá-los para o local de contenção da Fundação mais próximo.

Em adição, engenheiros e técnicos de contenção da Fundação são chamados para elaborar, refinar e manter unidades e esquemas de contenção para objetos, entidades e fenômenos nas instalações da Fundação.

Investigador

Investigadores são o ramo científico da Fundação, selecionados das posições dos cientistas de pesquisa mais inteligentes e mais bem-treinados pelo mundo. Com especialistas em todos os campos imagináveis, de química e botânica a campos mais esotéricos ou especializados, tais como física teórica e xenobiologia, o objetivo dos projetos de pesquisa da Fundação é ganhar uma maior compreensão de anomalias inexplicáveis e como elas operam.

Oficiais de Segurança

Oficiais de segurança da área – geralmente referidos simplesmente como "guardas" — nas instalações da Fundação são encarregados de proteger a segurança física e informações de projetos, operações e funcionários da Fundação. Primariamente selecionados e recrutados da força militar, oficiais da lei e funcionários de instituições correcionais, funcionários de segurança são treinados no uso de todo tipo de armas, assim como uma variedade de planos de contingência, cobrindo tanto incidentes de brecha de contenção como ações hostis. Estes funcionários também são responsáveis por segurança de informação, tal como assegurar que documentos sensíveis não são mal-colocados e que os sistemas de computador de uma instalação são seguros de intrusões externas. Eles também são frequentemente a primeira linha de defesa contra forças externas hostis à instalações da Fundação.

Oficial de Resposta Tática

Times de resposta – ou times táticos – são times de combate altamente treinados e altamente armados, encarregados de escoltar times de contenção quando entidades anômalas ou Grupos de Interesse hostis são envolvidos e de defender as instalações da Fundação contra ações hostis. Times de resposta são unidades militares efetivamente colocadas nas principais instalações da Fundação que estão prontas para serem liberados a qualquer momento.

Funcionários de Campo

Agente de Campo

Agentes de campo são os olhos e ouvidos da Fundação, funcionários treinados para olhar e investigar sinais de atividade anômala, frequentemente disfarçados como forças da lei locais ou regionais ou envolvidos em serviços locais tais como serviços de emergência médica e organizações regulatórias. Como unidades disfarçadas, agentes de campo tipicamente não são aptos a lidar com casos confirmados de atividade anômala; assim que tal incidente for confirmado e isolado, agentes de campo tipicamente vão chamar assistência do time de contenção de campo mais próximo com os meios de assegurar e conter tais anomalias.

Operativos de Forças-Tarefa Móveis

Forças-Tarefa Móveis são unidades especializadas compostas por funcionários de campo veteranos selecionados por toda a Fundação. Estes grupos-de-ação são mobilizados para lidar com ameaças de uma natureza específica e podem incluir de tudo desde investigadores de campo especializados em um tipo particular de anomalia até unidades altamente armadas encarregadas de assegurar certos tipos de entidades anômalas hostis. Veja a documentação de Forças-Tarefa para mais informações detalhadas.

Administração

Diretor(a) de Área

Diretores de área das principais instalações da Fundação são os funcionários de mais alta posição da sua área e são responsáveis pela operação contínua e segura da área e de todas as suas anomalias e projetos contidos. Todos os principais diretores de departamento relatam diretamente para o(a) Diretor(a) da Área, que em torno relata para o Conselho O5.

Membros do Conselho O5

O Conselho O5 refere-se ao comitê consistente dos diretores de posição mais alta da Fundação. Com acesso completo a toda informação envolvendo anomalias em contenção, o Conselho O5 supervisiona todas as operações da Fundação pelo mundo e dirige seus planos estratégicos a longo-prazo. Devido à sensibilidade de suas posições membros do Conselho O5 não podem entrar em contato direto com qualquer objeto, entidade ou fenômeno anômalo. Além disso, as identidades de todos os membros do Conselho O5 são classificadas; todos os membros do conselho são referidos apenas pelas suas designações numéricas (O5-1 até O5-13).

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License