TEORIA UNIFICADA DA ARCANA MAIOR DA FUNDAÇÃO LUSÓFONA


TEORIA UNIFICADA DA ARCANA MAIOR DA FUNDAÇÃO LUSÓFONA


MISTÉRIOS

Mistérios são manifestações metafísicas distintas sem origem aparente, servindo como a fonte natural para a existência de certos fenômenos sobrenaturais, largamente denominados como Taumaturgia (e seus conceitos periféricos).

Os Mistérios formam-se naturalmente, e acumulam-se ao longo do tempo, desenvolvendo mais capacidades. Mistérios são pluripotentes, e seu poder é derivado do fato de não serem compreendidos completamente.

As atividades humanas sistemicamente constroem, e destroem Mistérios em decorrência da expansão de métodos científicos e consequente gênese de conhecimento; os Mistérios são edificados quando conhecimento sobre sua existência é difundido, com suas capacidades sendo afetadas pelo imaginário coletivo.

Por acumularem-se com o passar do tempo, os Mistérios ganham força ao decorrer de suas existências. Objetos e seres podem tornar-se vassalos de Mistérios, servindo como recipientes que guardam capacidades metafísicas diversas.

MILAGRES

Milagres são um tipo de Mistério caracterizado pela habilidade de reproduzir fenômenos que deveriam ser completamente impossíveis, pois suas manifestações podem ser consideradas fora do escopo da realidade. Teoriza-se que sua aplicação só é possível para seres muito versados em conhecimento Taumatúrgico.

Historicamente, teoriza-se que a diferença entre o referido “Milagre”, e “Taumaturgia” era mínima, entretanto, com os avanços do conhecimento humano, e a degradação de Mistérios, estas diferenças intensificaram-se.

ENERGIA TÁUMICA

Energia Táumica, entre outras diversas nomenclaturas culturais distintas, é uma representação de diferentes fontes de energia encontradas naturalmente no ambiente - tanto em indivíduos, quanto no mundo em si. É o combustível necessário para alimentar todas as formas de Taumaturgia.

Uma das manifestações relevantes da Energia Táumica é a energia comumente denominada de "Mana". Existem diversas teorias sobre o porquê de sua existência, nenhuma confirmada irrefutavelmente. Esta energia é apenas uma nomenclatura específica para Energia Táumica utilizada por organismos biológicos e presente no ambiente. Em seres vivos, representa sua capacidade de armazenamento de Energia Táumica. A Mana está fortemente associada com a capacidade física do indivíduo relacionado a ela.

Taumaturgos utilizam a Energia Táumica latente no ambiente, e suas próprias reservas para realizar Feitiçaria; sua capacidade de uso depende primariamente de sua competência como praticante.

NEVRÁLGICAS

Nevrálgicas são edificações metafísicas únicas compreendidas por extensas redes de conexões, e convergências de Energia Táumica, notavelmente formando Mistérios únicos, mas que conectam-se universalmente numa espécie de “rede”.

As Nevrálgicas formam-se naturalmente em decorrência do desenvolvimento de Mistérios, em especial, aqueles relacionados com localizações, e símbolos geográficos de interesse cultural, ou social.

ECOS

Existem objetos/entidades que existem de forma similar a “ecos” ou “imagens” que são, essencialmente, manifestações ainda não totalmente compreendidas de Energia Táumica que tomam forma. Tais objetos/entidades degradam-se naturalmente com o passar do tempo.

TAUMATURGOS

Taumaturgos são os praticantes de Taumaturgia. A capacidade de um indivíduo de se tornar um taumaturgo é primariamente relacionada à sua capacidade intelectual de racionalizar a taumaturgia. Certos indivíduos, entretanto, nascem com predisposições (ou afinidades) específicas - apesar de descendência sanguínea ser um fator, indivíduos com afinidade táumica podem surgir em famílias sem qualquer histórico ou afinidade com a prática.

De um ponto de vista filosófico, o conceito de “taumaturgo” é aquele que se dedica ao desenvolvimento, e estudo de Taumaturgia de alguma forma. No cenário anômalo, certos indivíduos possuem renome, e patentes taumatúrgicas reconhecidas mundialmente.

A maioria dos taumaturgos modernos é a favor da conveniência de uso de tecnologias modernas, e observam a relação simbiótica entre o desenvolvimento científico ordinário, e a taumaturgia.

Certos taumaturgos, entretanto, acreditam na superioridade de aparatos taumatúrgicos a favor da conveniência de utilitários. Neste mesmo viés, certos indivíduos entendem a Taumaturgia como algo que deve ser preservado apenas como objeto de estudo, vendo sua utilização para fins mundanos como uma deturpação do mundo natural.

FAMILIARES

Familiares são constructos taumatúrgicos idiossincráticos criados por taumaturgos para diversos propósitos, funcionando como extensões do taumaturgo por meio de conexões psicofísicas, e metafísicas; funcionalmente, Familiares podem ser temporários ou permanentes. Existem diversas maneiras funcionais para criar, e desenvolver um Familiar.

TAUMATURGIA

Taumaturgia é, em resumo, o engenho artificial de Mistérios; é a arte de operar fenômenos sobrenaturais de forma sistemática. Os limites desta arte foram modificados ao longo do tempo devido aos avanços da humanidade. Taumatologia é o estudo da Taumaturgia, e seus componentes.

De acordo com a definição atual, as limitações da Taumaturgia moderna são definidas pelo limite do intelecto humano em desenvolver métodos para gerar reproduções fidedignas ou verossímeis de fenômenos imaginários ou reais por intermédio de processos racionalizáveis.

O mecanismo principal da Taumaturgia é transformar o “impossível” em possível por meio do desenvolvimento de processos comumente denominados de Engenhos. Ao longo dos anos, diversas Escolas de Pensamento foram desenvolvidas por múltiplos indivíduos, e grupos a fim de codificar este mecanismo direcionador.

Devido a democratização destes conhecimentos no cenário do anômalo, diferenças de “poder” entre praticantes de Taumaturgia tornaram-se, essencialmente, condicionadas ao tipo de mecanismo, e sistema utilizado pelos mesmos.

LEIS

LEI DA TROCA EQUIVALENTE

A base da Taumaturgia postula que é necessário utilizar Energia (comumente Táumica ou transformada em Táumica) para produzir algo que já existe, ou que pode existir; é a manifestação destas coisas com uma base relativa quanto aos recursos requeridos - para criar algo novo ou alterar algo existente, um “algo” equivalente deve ser ofertado.

Por exemplo, um taumaturgo que queira "levitar" um objeto que tenha massa de 100 quilogramas precisa ofertar a energia equivalente a que seria gasta para fazer essa ação de outra forma.

LEI DA SIMPATIA

Energia Táumica é capaz de armazenar informação. Um praticante pode armazenar e particionar fragmentos de informação em coletâneas distintas de Energia Táumica.

Na prática, isso quer dizer que quando um indivíduo utiliza algum objeto como parte de sua taumaturgia (um conduíte, por exemplo), uma fração de sua Energia Táumica é fixada ao objeto. A Simpatia entre um indivíduo, e o objeto utilizado é refinada e solidificada de acordo com seu uso.

LEI DA RESISTÊNCIA TÁUMICA

É a capacidade natural das coisas de resistir à Feitiçaria, especialmente feitiços com o objetivo de coagir um alvo. Praticantes normalmente possuem resistências elevadas devido a circulação de Energia Táumica em seus corpos, similar ao sistema imunológico. Certos praticantes são capazes de conscientemente ativar, e aprimorar estas defesas por diversos meios, especialmente Abjuração.

Também é possível que pessoas que não pratiquem taumaturgia possam deter a capacidade de resistirem à diversas manifestações de Energia Táumica.

ESCOLAS DE PENSAMENTO

A Taumaturgia possui diversas escolas de pensamento, bem como as encontradas em diversos campos de conhecimento, que buscam aplicar conceitos, e ideias para estruturar compreensões lógicas-racionais, e técnicas par a aplicação de conhecimento, e sua performance no mundo.

Essencialmente, as Escolas de Pensamento são as bases fundamentais para explicar como os Sistemas Taumatúrgicos são utilizados; o conhecimento, e prática desenvolvida por uma Escola de Pensamento guia a prática (de como, de o porque, etc.) da Taumaturgia para um taumaturgo de um ponto de vista filosófico, e técnico.

Assim, praticantes agem de acordo com a doutrina de cada Escola de Pensamento, seguindo uma série de “regras universais” postuladas pela Escola, (por exemplo, a Teoria Universal de Taumatologia da Coalizão Oculta Global) moldando o emprego de Sistemas Taumatúrgicos concordantemente.

FEITIÇARIA

Feitiçaria é o processo sistêmico da canalização, ou conversão de Energia Táumica para modificar o ambiente; é o conjunto de passos e protocolos para a execução estrita de um comando – um feitiço.

Feitiços normalmente possuem capacidades pré-determinadas por serem engenhos pré-estabelecidos. A alteração, ou criação de componentes de Feitiços requer um nível de entendimento em relação às complexidades do Sistema Taumatúrgico relevante, e o Feitiço em si.

A prática de Feitiçaria é uma convenção ordinária para o uso de Taumaturgia, entretanto, é uma prática extremamente divergente entre Sistemas Taumatúrgicos devido as diferentes Escolas de Pensamento, e até mesmo características individuais de cada praticante; praticantes distintos utilizarão processos distintos para chegar em resultados idênticos.

A maioria dos Sistemas Taumatúrgicos compreendem componentes necessários para a operação de Feitiçaria. Os mais comuns, com presença quase universal, são:

  • Componentes materiais, que envolvem o uso de reagentes específicos, materiais a serem utilizados como partes da troca equivalente;
  • Componentes somáticos, que usualmente envolvem alguma espécie de fisicalidade, como gestos e/ou movimentos específicos feitos de forma ordenada;
  • Componentes tácitos, que envolvem especificamente a concentração do praticante, seu estado mental e direcionamento dos seus pensamentos;
  • Componentes verbais, que incluem comandos que requeiram vocalizações, como o canto;

Assim, certos Feitiços requerem condições e processos diferentes para serem operados. Em condições usuais, feitiços também podem ser interrompidos. Quando um dos componentes não é concluído corretamente, a Energia Táumica latente envolvida no processo se dissipa. Entretanto, em certos casos, a Energia Táumica pode acabar reagindo de maneira volátil.

A quantidade de componentes não é necessariamente indicativa do poder de performance de um feitiço do ponto de vista qualitativo. Performances extraordinárias dependem primariamente da qualidade de competência do praticante em operar Energia Táumica.

Arias, ou cantos e encantações, são componentes focais para os praticantes; geralmente objetivando sua concentração por meio de mnemônicos para controlar Energia Táumica. Certos praticantes utilizam Arias com alegorias que são reflexões de suas experiências, e identidades.

Certos Rituais previstos em Sistemas Taumatúrgicos, ainda, tem o intuito de aprimorar, ou refinar a qualidade de Mistérios, e direcionar suas aplicações com o emprego de diversos componentes.

SISTEMAS TAUMATÚRGICOS

Um Sistema Taumatúrgico (termo genérico) é uma base sistêmica fundacional para a conversão de Energia Táumica em Feitiçaria; são matrizes universais que são interagidas com por meio da aplicação, e prática de Escolas de Pensamento, definindo fundamentalmente como o praticante operará estes sistemas.

ENGENHARIA TAUMATURGICA

Ou simplesmente “Tecnotaumaturgia”, é a aplicação de processos criativos de engenharia interdisciplinar, e suas tecnologias junto a processos de Taumaturgia para a criação de Engenhos (estruturas, objetos, processos, sistemas, etc) funcionalmente taumatúrgicos. Normalmente, é utilizada para a formação de construtos, golens e máquinas que operam de maneira táumica.

ELEMENTOS E QUÍMICA

Taumaturgia Elemental caracteriza a operação das “substâncias clássicas que compreendem o mundo”, ou seja, manipulação da Água, Ar, Fogo, e Terra. Praticantes normalmente possuem uma Afinidade Elemental específica com um destes elementos que independe de sua capacidade de manipular os demais.

Na Taumaturgia moderna, em decorrência da evolução científica nos campos da química, a manipulação do ambiente com base em elementos químicos categorizados na tabela periódica por meios alquímicos, ou feitiçaria tornou-se parte crucial de certos Sistemas Taumatúrgicos.

Normalmente, Energia Táumica não possui nenhuma característica elemental, entretanto, quando compreendida num objeto que possua certos atributos, a energia se adaptará ao(s) elemento(s) em questão.

ALQUIMIA

Alquimia é o estudo e manipulação das estruturas e propriedades da matéria por meio de aplicações taumatúrgicas. existem diversas escolas de pensamento embasando sistemas alquímicos específicos, mas, geralmente, as disciplinas, e técnicas relacionam-se em seus conceitos primários.

Normalmente, a aplicação de paratecnologias alquímicas é auxiliada por Energia Táumica, e requer um nível de conhecimento técnico-científico de conceitos como energia, matéria e química. Entretanto, os limites de processos alquímicos estão largamente associados à performance do praticante.

  • Transmutação Alquímica: é o termo geral utilizado para designar a "transformação e modificação" de propriedades da matéria;
  • Misturologia Alquímica: é o campo específico da Alquimia que lida com a criação, desenvolvimento, e estudo de "poções", e outras substâncias, geralmente com associações à culinária molecular.

ESPAÇO-TEMPO

A manipulação do espaço físico, e do tempo (o sistema sequencial de eventos, e da existência).

APORTAÇÃO & TELEPORTAÇÃO

É a prática da transferência de energia, ou de matéria entre pontos geográficos (ou meta-geográficos) distintos sem a ocorrência da travessia pelo espaço físico separando estes pontos. Estruturas metafísicas capazes de intermediar este fenômeno são vulgarmente conhecidas como Portais.

CRONOMANCIA

É a prática sistematizada do estudo, e da manipulação temporal em geral.

INSCRIÇÕES

Inscrições compreendem um Sistema Taumatúrgico único, parcialmente determinado pela Escola de Pensamento do praticante, que utiliza símbolos capazes de armazenar Energia Táumica, e, de acordo com seus significados, operar certos Mistérios. "Glifos", "Runas", e "Sigilos", etc, são símbolos táumicos inscritos em algum meio.

Runas normalmente possuem relações com Nevrálgicas, especialmente quanto aos seus significados, e tipos de usos específicos, e tendem a refletir formas importantes encontradas no mundo.

Em suas formas mais básicas, são padrões organizados de maneira similar a "alfabetos";
Em suas formas intermediárias, são padrões organizados de maneira similar a "palavras";
Em suas formas avançadas, são padrões organizados de maneira similar a "textos";

A progressão da complexidade de organização de Runas ocorre devido as suas características complementares. Feitiçarias complexas que utilizam Runas tendem a compreender grandes sistemas com diversos blocos de padrões de Inscrições.

PSIÔNICOS

Energia Psiônica é uma espécie de Energia Táumica gerada naturalmente por pensamentos conscientes, e subconscientes de entidades, normalmente, organizando-se em sistemas interconectados de campos energéticos na forma de Matrizes, ou Redes Psiônicas.

Psiôns (ou Psíquicos) são os indivíduos capazes de gerar, e utilizar energia psiônica para interagir, e manipular estas Matrizes, e Redes de maneira taumatúrgica.

PROJEÇÕES TAUMATÚRGICAS

É a materialização de objetos efêmeros construídos com Energia Táumica, manipulando-a para compor o design, e os materiais de um objeto imaginado; estas projeções necessariamente precisam ser racionalizadas pelo taumaturgo, portanto, é impossível construir objetos funcionais sem que o praticante em si entenda como o objeto real funciona de maneira técnica; são funcionalmente similares aos Ecos.

DEMONOLOGIA

Demonologia é o estudo sistematizado sobre as características fundamentais, e gerais de entidades extradimensionais, comumente chamadas de Demônios — inclusive com a aplicação de ciências não-anômalas.

A caracterização, e definição da natureza fundamental de Demônios é extremamente ampla; é reconhecido, entretanto, que existem diversas "versões" de Demônios (por exemplo: Algumas escolas de pensamento dão valor religioso a presença de demônios, enquanto outras tratam sua existência como um mero instrumento a ser utilizado) bem como dezenas de Escolas de Pensamento que lidam com Demonologia como disciplina.

NECROMANCIA

Necromancia é o estudo sistematizado do uso de Taumaturgia para ressuscitar, e controlar os mortos; também, pode-se designar como "Necromancia" quaisquer técnicas cujo o processamento utilize-se de recursos (físicos ou metafísicos) derivados de fenômenos post-mortem.


ARCANA MAIOR

Inicialmente desenvolvida pela Academia, a Arcana é uma espécie idiossincrática de Mistério estruturada numa Escola de Pensamento. Suas aplicações revolvem na operação das características fundamentais de energia, matéria e do espaço-tempo.

Fundamentalmente, a Arcana generaliza processos da forma mais eficiente possível, limitando-se essencialmente pelos limites da aplicação de Taumaturgia, e pela capacidade performática de seus praticantes. Devido a isto, a Arcana é capaz de interagir impecavelmente com a maioria dos demais sistemas taumatúrgicos existentes no universo.

ARTES

De um ponto de vista técnico, a Arcana Maior categoriza Feitiçaria em vários tipos de Artes distintas, cada qual com sua aplicação especializada, entretanto, entende-se que vários processos da Taumaturgia unem Sistemas distintos, e consequentemente, também unem Artes distintas:

  1. Abjuração – taumaturgia dedicada à defesa, e proteção, essencialmente armaduras, barreiras, escudos, ou demais estruturas defensivas, tanto de forma literal quanto metafórica.
  2. Conjuração – taumaturgia dedicada a criação de engenhos taumatúrgicos, e projeções. Denota exclusivamente aqueles engenhos criados por meio de feitiços.
  3. Divinação – taumaturgia dedicada a obtenção de informação de todo tipo.
  4. Encantamento – taumaturgia dedicada ao aprimoramento de objetos por meio de processos táumicos, notavelmente pela imbuição de Energia Táumica e feitiçaria.
  5. Evocação – taumaturgia dedicada a manipulação de Energia Táumica em seu estado natural e o conseguinte desenvolvimento da mesma em feitiçaria.
  6. Ilusão – taumaturgia dedicada a manipulação da percepção da realidade.
  7. Transmutação – taumaturgia dedicada a alteração, mutação, e transformação da realidade por meio da manipulação da matéria (inclusive o espaço-tempo).
Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License