O Prometheus Pós-moderno

Included page "component:ad-astra-theme" does not exist (create it now)

avaliação: 0+x


Posto Europeu SCPF CANTOR

2050-06-12, Anno Terra



"Então, qual é o dano?"

Tem um click click click enquanto o assistente de Milo executa uma entrada no banco de dados.

"Kyle Wheaton, idade biológica 31, idade cronológica a mesma. Rim esquerdo faltando, três feridas antigas no abdômen — duas de bala, uma de faca — e trauma leve e contundente no ombro esquerdo. Remoção prévia parcial da pele, osso, rim esquerdo, gordura subcutânea, e alguns tecidos moles e cartilagens diversos. Muita derme para substituição que pode valer a pena ser retirada para reutilização, e a maior parte de seu esqueleto é artificial. Honestamente, ele está em boa saúde, considerando tudo."

O cirurgião lambe seus lábios e sorri.

"Certo, eu posso trabalhar com isso. O que é mais urgente?"

"Parece ser intestino delgado, pâncreas, e qualquer coisa ocular. Oh, e corações são sempre necessários, então veja se o dele está bom."

Curvando-se sobre a figura se mexendo, ele segura sua bochecha levemente na mão. Com seu braço livre ele começa a massagear o lado de sua cabeça, passando uma unha longa sob uma aba de pele abaixo de sua testa. Puxar a aba revela uma camada de carne vermelha macia, que pode facilmente ser torcida para expor o osso abaixo. Milo faz o mesmo no outro lado do crânio de seu paciente, e em questão de minutos sua estrutura facial está aberta como uma flor florescendo, espalhando-se radialmente em cinco faixas. Um clique, um crunch, e um barulho terminal molhado, e Milo deposita o olho esquerdo na bandeja próxima a ele. O direito é colocado próximo a ele alguns segundos depois, seguido por algumas fibras nervosas e quatro pedaços de material bege que parecem suspeitosamente como pálpebras.

Ele chama seu assistente novamente. "Para quem isso está indo, rapaz?"

"Embrey, supervisor HMCL. Perdeu um belo pedaço de seu crânio em uma brecha recente."

"E o outro?"

"Armazenamento. É incrível o quão frequentemente Pesquisadores se cegam ao longo de seu trabalho."

Milo bufa, e se vira de volta para o antigo fugitivo. Ele parou de se mexer agora, e está deitado silenciosamente olhando para o teto, peito subindo e descendo em rajadas rápidas. Ele o pede para se virar; quando ele não obedece, ele simplesmente o pega pelo ombro e o força sobre seu estômago. A maioria das pessoas esperam que seria mais fácil chegar ao sistema digestivo pela frente, mas elas estão erradas — há uma série de encaixes entre as vértebras lombares que te permitem rapidamente esvaziar o corpo por trás, e é claro você evita ter de arrancar as costelas individualmente se você quiser o coração e pulmões.

Zzzzzip.

Milo puxa o macacão do paciente até a cintura, desafivelando as amarras do pescoço e da abdômen. Mesmo que ele fosse capaz de encontrar a saída sem olhos, tem sempre pelo menos algumas dúzias de guardas armados andando pela clinica a qualquer momento. Ele sequer teria conseguido sair do edifício. Ele consentiu ao procedimento, e era tarde demais para reconsiderar.

Zzzzzip.

Pele rosa é enrolada para trás, e uma pequena pilha de fragmentos de osso começa a se formar próximo ao cirurgião enquanto ele faz o seu trabalho. Metal e polímero são separados da carne com a ajuda de tesouras cirúrgicas, e uma grande caixa de tupperware começa a lentamente se encher com plastico ensanguentado. Um rim, um estômago, um pedaço do esôfago que ele conseguiu soltar desconectando o crânio do pescoço e cutucando os dedos contra a traqueia, e finalmente três seções discretas do intestino delgado; cada um é colocado cuidadosamente em seu próprio próprio recipiente estéril, e embalado em uma caixa com outras vísceras diversas.

"Braço direito inteiro?"

"Melhor não. Aqui diz que tem tido um aumento em dano abaixo do pulso, então eles provavelmente vão querer-lo separado. Eu diria que você está livre para embalar as pernas por conta própria. Provavelmente eles serão capazes de fazer qualquer ajuste durante a reimplantação." Uma pausa. "Na verdade, no tópico de reimplantação, como está aquele pulso? É que o meu tem me falhado ultimamente e eu-"

Milo suspira. "Eu vou te parar bem ai, rapaz. Se eu pudesse fazer algo assim, você acha que eu ainda estaria andando por ai nesse monte de lixo? Tem quase sempre cirurgiões e engenheiros e pistoleiros que precisam das partes mais do que a gente. Você terá que preencher os formulários e entrar na fila como o resto deles."

"Sim, sim, eu sei."

"Olhe por esse lado: você tem um trabalho bem pago em algum lugar aqui dentro, sem obrigações urgentes, um plano de saúde que te torna potencialmente imortal e uma pensão que é de morrer por. Uma pequena síndrome de túnel do carpo vez ou outra é um pequeno preço a pagar, certo?"

"Mhm. Eu- sim. Sim, você tem razão. Eu não deveria ser ingrato."

"Hah! Gratitude tem nada a ver com isso, meu garoto. Você tem um número confortável aqui que não muitas pessoas sabem sobre — não estrague isso atraindo atenção para si mesmo." Milo pega uma mão e gesticula com ela. "Você sabe quantas pessoas acham que Desconstrucionistas ainda usam bisturis e serras para ossos? Se isso se tornasse conhecimento comum que esse trabalho é tão fácil quanto isso, teria cópias do trinta-e-quatro oitenta-e-quatro em cada livraria e todo mundo seria seu próprio doutor, médico, e cirurgião plástico. A essa altura, a única coisa entre eu, você, e o escritório de desemprego é a paranoia dos Overseers. É surpreendente o suficiente o fato de que eles o liberaram para civis."

"…Huh."

"Agora, venha me ajudar a colocar o resto do sujeito em suspensão e depois iremos almoçar. Eu vou comprar."

"Certo, uh, sim. Obrigado."


"Comprando ou vendendo?"

Três horas antes dos eventos na sala de operações, o paciente eminente Kyler Wheaton esfrega a parte de trás de seu pescoço nervosamente, sentindo com as pontas dos dedos desgastadas a fronteira entre a pele e o metal. Ele traça cumes pela sua mandíbula, sentindo as cicatrizes de onde eles inseriram o substituto de plástico, esfregando os vários polímeros de substituição de pele acumulados. As operações foram tão suaves quanto qualquer outra coisa, mas os efeitos posteriores eram surpreendentes. Provavelmente o motivo pelo qual eles são tão secretos sobre tudo isso. Ele coloca sua mão do lado e a coloca em seu bolso, roçando-a com sua carteira muito leve.

"V- vendendo."

A recepcionista sorri, e acena com a cabeça. Ela parece ter vinte anos, mas dados as circunstâncias ela poderia ter duzentos anos.

"Osso, derme, ou vísceras?"

Ele olha ao redor. Se ele fugisse agora, ele talvez conseguiria ir dez, quinze metros. A clinica estava em uma rua principal — já havia passado das doze, então os holofotes da cúpula já teriam se apagado, mas o neon abundante deixava o cenário inteiro em meio dia quase perpétuo. Ele seria provavelmente visível para qualquer agente da Fundação ou drone automatizado que estivesse andando pelas ruas, e o próximo beco estaria a… sim, cerca de vinte metros de distância. A vigilância sempre foi rígida, e começou a ficar ainda mais rígida após a publicização da Desconstrução. Nah, ele não teria chance.

"Senhor, se você não responder logo, nós precisaremos pedir para que você saia."

Eles dois sabiam o que aquilo significaria. Ele estaria morto assim que ele deixasse a santidade da clínica.

"Sim, uh, desculpe. Eu gostaria de vender, hum…" Ele fecha os olhos em desafio subconsciente. "Vender tudo."

A recepcionista pisca, e Kyle pode sentir vinte pares de olhos perfurando a traseira de seu pescoço. Resistindo à vontade de se virar, ele espera por sua resposta.

"Digo, se você tem certeza. Só assinar esses formulários, e nós lhe traremos para a sala de operação. Você é um homem muito bravo por fazer isso. Você estará ajudando muitas pessoas."

"Sim. Sim, eu sei."

"Nós não tendemos a conseguir muitas vendas completas, veja. O processo precisa de pacientes vivos, e a maioria das pessoas não estão despostas a se entregar antes do, do final, por assim dizer. E, é claro, a venda fragmentada tende a ser mais rins, pele, osso, intestino; coisas que você meio que pode viver sem, sabe?"

Kyle, cujo esqueleto é atualmente 7% malha biológica e 19% plástico reforçado de baixa qualidade, sabe.

"Você é muito bravo."

Kyle discorda e, portanto, não corrige ela."

"Você, hum, precisa assinar em baixo."

Sem palavras, ele escreve sua assinatura ao longo da linha pontilhada, e a recepcionista puxa a prancheta de volta. Tem uma sussurração baixa atrás dele conforme as pessoas superam o constrangimento que uma 'venda completa' significa.

"Por aqui, senhor."

Ele anda pela porta.

***

Você está no registro como Kyle Wheaton, número de identificação 000112b8ea59cf3. Essa informação está correta?

Kyle olha seus arredores no cubo branco brilhante. As paredes e o piso são dos mesmos ladrilhos de borracha, e ambas as portas são praticamente invisíveis quando fechadas. As únicas características distintivas são uma câmera em um canto e uma grade de metal não exatamente no centro do piso. "Claro."

Por favor providencie uma resposta não coloquial. "Você está no registro como Kyle Wheaton, número de identificação 000112b8ea59cf3. Essa informação está correta?

"Si- sim. Sim, está."

Um bipe baixo.

Você está ciente do procedimento de venda completa, e o que exatamente isso implica?

"Vou ser massacrado como um porco e vendido como partes de reposição em sua organização estranha e secreta ao estilo Illuminati."

Outro bipe baixo.

Isso é… uma resposta satisfatória. Para referência futura, um simples sim ou não será suficiente. Você está ciente de que uma vez que este processo for concluído, você será colocado em armazenamento até que você possa ser reconstituído?

"Sim."

Os bipes continuam vindo, exatamente no extremo da audição.

Se você estiver ciente disso, na hora de seu armazenamento, sua conta de fundo privado receberá um pagamento de exatamente quinhentos e doze mil dólares, que aumentará ou diminuirá com a inflação até que você seja capaz de ser reconstituído?

"Sim. É esse o ponto."

Eu tenho que perguntar. Você está ciente que você pode permanecer em suspensão por um período de tempo não excedendo quinhentos anos. Anno Terra?

"Claro."

Por favor providencie uma respoosta não coloq-

"Sim! Sim, estou ciente."

Por favor repita o seguinte: 'Eu, Kyle Wheaton, consinto ao processo de Desconstrução, sabendo por completo o que o procedimento envolve'.

"Meu Deus, tá com o cu na mão, hein?"

Por favor repita-

"Eu, Kyle Wheaton, consinto ao processo de Desconstrução, sabendo por completo o que o procedimento envolve."

Um bipe mais alto e longo.

Por favor remova todas as roupas e objetos pessoais e coloque-os na bandeja fornecida.

Kyle olha seus arredores no cubo. Certamente, uma bandeja se estendeu para fora de uma parede que, caso contrário, não teria nada demais. Ele tira a roupa e coloca a pilha de tecido no quadrado azul de plástico, próximo a suas chaves, carteira, e telefone. Por um momento ele está de pé pelado, tremendo no ar frio reciclado.

Por favor vista o macacão providenciado.

A bandeja se vai, e um segundo slot adjacente se abre. Dele, sai um macacão cinza com a insignia da Fundação. Kyle o veste — é algodão barato, e um pouco muito grande.

Antes do procedimento começar, você tem alguma pergunta?

"Vai doer?"

A IA leva um momento para responder.

Anestésicos não serão providenciados devido a complicações decorrentes de inflamação, mas eu sou levado a acreditar que o procedimento não é doloroso. Você talvez experiencie de desconforto moderado a extremo durante a desmontagem, mas isso deve diminuir à medida que você se acostuma com os seus recursos anatômicos restantes. Você tem mais alguma pergunta?

"Não."

Por favor entre pela porta à sua direita. Um profissional médico o restringirá em breve.

Ele o faz, e as luzes no cubo se desligam.


O centro cirúrgico é mais escuro sem as lâmpadas cirúrgicas, mas não completamente escuro.

Os olhos de Kyle estão atualmente olhando para o interior de um tubo de plástico, claro, mas se ele possuísse sua acuidade visual normal ele teria sido um de um grande número crescente de humanos a ver algo que tinha (por milhares, se não dezenas de milhares de anos) se mantido um mistério feliz. Ele teria visto duas figuras — uma velha e sorrindo, uma jovem e tentando não vomitar — levantar o que restava de seu corpo da laje e carregá-lo para uma segunda laje um pouco distante. Ele teria visto eles deitarem-no e enfiarem eletrodos em seu tecido cerebral exposto antes de apertar as tiras em volta de sua cintura, pescoço, e o restante de sua testa.

Se ele tivesse algum nervo restante em sua gargante, ele sentiria uma mordaça deslizar para seu lugar e ele provavelmente tentaria gritar. Se seus ouvidos ainda estivessem conectados a algo, ele teria ouvido o som de dois homens puxando uma alavanca e assistindo ele deslizar para um buraco no formato de uma laje na parede. O pouco de tecido vivo que restava preso ao homem teria então gasto um tempo bem, bem longo olhando para nada de dentro de uma gaveta de necrotério — uma gaveta levemente modificada, verdade, mas inegavelmente ainda era um lugar para os cadáveres descansarem em paz temporária.

Foi uma fuga sortuda, então, que ele já estava cego.

Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License