A Verdade é Pecaminosa
avaliação: 0+x

ANTERIOR: A Revelação

PRIMEIRO: Os Poucos Escolhidos


Alliot e eu não vamos direto ao assunto. Ela me diz que assim que minhas costelas se unirem, podemos transar. Mas agora eu preciso de bebida, repouso na cama — e explicar o que diabos estava acontecendo com a Natasha. O que é, admitidamente, uma maneira muito mais íntima de passar o tempo com alguém.

Mas não quero ser íntima. Quero minhas costas estouradas por uma garota que anda de patins com seus clones.

Em vez disso, Alliott sai para recuperar o corpo de Alex. Eu transmito todos os detalhes sórdidos do meu relacionamento fracassado pelo telefone. Quando ela retorna, passamos o resto da noite pesquisando Natasha Tokyopop em um dos dormitórios que a KMZ oferece a seus membros. O laptop sofisticado de Alliott permite que ela acesse informações de outras realidades, então fazemos uma navegação interdimensional na web e desenterramos o máximo que podemos sobre ela e seu grupo, os Espectros de Chicago. As coisas mudaram desde que eu sai de casa.

Quando eu digo 'casa', eu não quero dizer 'casa'. Eu quero dizer 'universo'. Eu já mencionei isso antes, mas eu deixei Natasha fisicamente saindo de minha realidade casa e fugindo para cá. Este universo é mais primitivo do que o meu original — por alguma razão, o governo mantém um controle rígido sobre o oculto. O que está ótimo para mim. Na terra dos cegos, a mulher com um olho é rainha.

Mas para onde estou indo, eu não sou mais rainha. Eu mal sou um peão. Minha única esperança é chegar ao outro lado do tabuleiro, e, para chegar lá, precisarei descobrir tanta sujeira quanto puder desenterrar sobre Natasha. E esses são os fatos.

Fato: A Seguranças Espectro Chappell é uma subsidiária da Espectro Enterprises, um verdadeiro conglomerado com suas mãos em segurança privada, engenharia aeroespacial e demoníaca e mineração lunar. Fato: A Espectro Enterprises tem base na lua e só pode ser alcançada por meio de uma Via ou por meio de um ônibus espacial de um elevador espacial; Fato: A Espectro Enterprises construiu um elevador espacial.

É tudo muito espacial e sofisticado — e muito longe da merda que costumávamos fazer. Essa base lunar costumava ser um clã lunar. O elevador espacial não existia. Nós passávamos o tempo tentando descobrir como enterrar os policiais, não privatizá-los. Mas isso foi há muito tempo. Se eu conheço a Natasha, ela armou todo tipo de contrafeitiços para garantir que eu não possa chegar lá por meios mágicos. Terei que fazer isso à moda antiga — ou, pelo menos, tão à moda antiga quanto minha casa consegue ser.

Fato: O elevador espacial é totalmente inóspito para seres humanos; as forças G causadas pela velocidade de viagem me transformariam em gelatina. Fato: Robôs fazem a jornada com bastante frequência, realizando reparos ou supervisionando o funcionamento do elevador. Conclusão: Se eu quiser chegar à lua, vou precisar ser um robô. Ou algo em sua maior parte robô.

Infelizmente, sou principalmente humana.

Isso terá que mudar. O que é um grande problema por si só, como o Inside Man utilmente aponta (sequestrando minhas cordas vocais para expressar suas opiniões). Não são as melhorias em si sobre as quais estou preocupada. Assim que eu tiver meu coração de volta, eu tenho meia dúzia de fórmulas diferentes que posso usar para regenerar meu corpo carnudo. O problema é consegui-las em primeiro lugar.

Há três fontes legítimas — bem, semi-legítimas — de melhorias: A Anderson Robóticas, os Servos do Nornir de Silício ou umas das clínicas maxwellistas subterrâneas. A Anderson cobra uma fortuna, e se eu tentar roubar um dedo sequer é provável que exploda e leve o braço inteiro com isso. Se eu deixar os Servos colocarem suas mãos em minha biometria, eu deveria só entrar na prisão. E se eu for melhorada em uma clínica maxwellista, eles vão encher meu cérebro com tantas escrituras que não haverá espaço para mim.

Não há falta de alianças de melhorias ilegítimas, mas a maioria delas são desagradáveis pra caralho. Se eu simplesmente fosse a qualquer médico de beco, eu teria tanta probabilidade de conseguir um transplante de corpo inteiro perfeito quanto de ter meus órgãos colhidos e o cérebro conectado a um equipamento de mineração criptográfica. Isso deixa exatamente uma opção: Farhan Jahaniam. Então eu me lembro que eu bati em Farhan até a morte com seu próprio braço alguns meses atrás.

Estou perplexa.

"MachineGod," diz Alliott. "Você poderia ir até o MachineGod."

Eu bufo. "MachineGod? Ele só faz melhorias para influenciadores. Ele não lida com camponeses como nós."

"Você não é mais um camponês." Alliott vira o laptop para mim. O título na tela diz, "Trazendo a Casa Abaixo".

Eu leio o artigo rapidamente. Em resumo? A Oneiroi Eurtec está incapacitada. Alliott e eu destruímos seu datacenter e a maior parte de seu capital humano. A virada na partida da bola da morte fez o resto. Meu rosto coberto por uma balaclava e o nome "Espectro de Chicago" estão estampados em todos os noticiários.

"Nós destruímos a Oneiroi Incorporated e nos tornamos milionárias da noite para o dia," diz Alliott. "Quão mais influente você consegue ser?"

"E daí?" Eu digo. "Você quer que eu apenas chegue na casa dele e diga, 'Me deixe entrar, eu sou a Rookie'?"

Alliott bate em seu braço protético. "Funcionou para mim."


No dia seguinte nós montamos uma lista de melhorias que eu precisarei para sobreviver à viagem para cima e fazemos planos para encontrar o MachineGod. Antes de eu sair, eu me visto para a festa, trocando meu capacete por uma máscara de festa e fones de ouvido de orelhas de gato. Então eu amarro meus patins e imediatamente caio.

Uma torrente de injúrias sai da minha boca com força suficiente para derrubar outra pessoa. Meus patins são movidos a foguetes, mas o suco flui do meu coração. Um coração que não tenho.

Alliott está lutando para conter uma risada. Eu fico puta e imagino envolver minhas mãos em torno de sua garganta. Então eu forço o sentimento de volta para baixo. Isso não é culpa dela. Ela não tem culpa. Natasha que é a culpada.

Ela é a razão pela qual Alliott e eu temos que pegar o trem em vez de deixar a cidade derreter em um borrão de luz e metal. Ela é a razão pela qual estou fraca. Eu mudo minha fantasia para envolver minhas mãos em volta da garganta dela em vez disso.

Eu mantenho os fones de ouvido de gato enquanto estou no trem, mas a máscara de festa fica enfiada no meu bolso. Ninguém presta atenção em nós. somos apenas duas esquisitas em uma cidade de milhares. Meu peito dói, mas ignoro isso pensando em todas as maneiras que posso matar Natasha. Há um flash de vermelho que me faz olhar pela janela quando entramos no distrito da luz carmesim.

O distrito corporativo é onde o dinheiro é feito; Neuneukolln é onde o dinheiro é roubado. Mas o distrito da luz carmesim é onde o dinheiro é gasto. Você pode obter melhorias corporais de corpo inteiro cortesia da Anderson pela manhã, comprar diamantes de sangue à tarde e então encerrar o dia com um jantar francês de oito pratos. Ou você pode comprar um sexbot, melhorá-lo com programação e equipamento de combate, e então ter as características faciais dele completamente remodeladas para se parecer com sua waifu favorita. Há uma razão para o Banco de Eurtec ter sido construído aqui. O distrito da luz carmesim é o pico do consumo antiético. Ele é um buraco negro no qual o dinheiro desaparece.

O trem para bem perto do templo do MachineGod, mas não há muito para ver na superfície. Como um iceberg, a maior parte de seu domínio está abaixo da superfície. A única indicação de vida é o EDM subindo de uma escadaria situada entre uma sex shop e um arsenal. Eu amarro a máscara de festa em meu rosto e então descemos.

Tem uma segurança forte na parte inferior das escadas. Ela possui um segundo par de braços cibernéticos enxertados nas costelas e parece que ela já está planejando me jogar de volta para cima.

"Diga ao MachineGod que a Rainha Negra quer entrar," Alliott diz a ela. Ela nos avalia por um momento e seus olhos vão para longe.

"O MachineGod dá as boas-vindas a sua mais nova acólita." As portas se abrem. Eu entro no coliseu de néon do MachineGod.

Ele é sufocante e abafado. As luzes estroboscópicas são de um rosa néon feio. O próprio piso é um subwoofer gigante; TeddyLoid sacode meus dentes com cada passo. Todo mundo aqui está misturado e conectado. Cabos grossos e pretos pendem do teto como as cordas de um mestre de marionetes, conectando-se a todos os orifícios expostos que podem encontrar e substituindo o sangue das pessoas por EDM.

No centro desse mar de carne e metal há um enorme anel de degraus que leva a um estrado de aço brilhante. No topo do estrado está uma combinação de trono e mesa giratória. Os doze apóstolos de MachineGod descansam nos enormes apoios de braço do trono. Cada um deles usa um maiô simples de alça branco e salto alto, expondo sua carne cibernética para a excitação da multidão. Um par de mãos desencarnadas arranha habilmente a plataforma giratória, conectadas ao corpo suspenso e desmembrado do próprio MachineGod.

MachineGod é muitas coisas. Um jogador poderoso no submundo de Eurtec; um corretor de informações que opera em escala industrial; um messias complexo; um lançador de festas; um influenciador, um traficante, um Deus. Algumas pessoas dizem que ele é uma IA rebelde — um protótipo de Norn que escapou para a internet. Outros pensam que ele é um deus de verdade — um avatar de Mekhane ou Vishnu, adaptado para a era moderna. Outros ainda argumentam que ele foi a primeira pessoa a descobrir como emular a consciência em uma máquina. Ninguém sabe ao certo. Ninguém realmente se importa também. O que é importante é que o MachineGod lutou e morreu por nosso direito de festejar. Ele é nosso senhor, salvador e DJ. E este é o seu templo mais sagrado.

O peito espesso e musculoso de MachineGod está diretamente acima do centro do trono, sob uma cabeça montada e rodeada por quatro pares separados de braços e pernas. Manipuladores robóticos saltam de trilhos ocultos sob os degraus e agarram suas partes, juntando-as e amarrando grossos fusos de arame entre elas enquanto descem. Em um movimento fluido, as garras se soltam e o corpo de MachineGod se junta enquanto ele se abaixa para seu trono.

Os olhos de MachineGod brilham como diamantes contra um rosto esculpido por um cirurgião neo-renascentista. Seus bíceps competem pela minha atenção com suas coxas bronzeadas e bem torneadas. Seus apóstolos se aproximam, inclinando-se contra ele e acariciando um abdômen esculpido com perfeição. Com quatro mãos, ele os acaricia. Com as outras quatro, ele faz um batidão que faz meu coração pular no peito.

Sua voz ressoa em meu ouvido. "Bem-vinda, Rookie, ao meu templo!"

Ao som do meu nome, a multidão se separa ao meu redor como o Mar Vermelho, abrindo caminho para o estrado. Eu ouço murmúrios na multidão Eles estão falando sobre o Banco de Eurtec. O Phitransimun Combine. Oneiroi Inc.

"Contos de suas proezas se espalharam por toda parte. Para a Rainha Negra, eu ofereço meu reconhecimento. Vocês vieram buscar minha benção?"

Eu balanço a cabeça uma vez, não confiando em mim para falar. Em vez disso, eu deixo o Inside Man assumir minha voz.

"MachineGod!" nós dizemos. Todos os olhos se voltam para nós. "Eu peço suas bençãos. Me melhore."

MachineGod ri — uma rápida rajada de arranhões de disco que perfuram meus ouvidos. "Que ousadia! Não esperaria nada menos da mulher que quebrou as costas da Oneiroi. O que você deseja?"

Eu faço uma lista de melhorias. "Melhoria de corpo inteiro. Estrutura de cerâmica. Proteção para alta força G e reentrada orbital. Upload cognitivo completo. Eu preciso dos meus órgãos do peito intactos, cérebro opcional. Eu preciso estar pronta para o combate. Desarmada, com facas, armas, tudo mais. Overclocker cognitivo. Rastreamento infravermelho e lentes de aumento. Armas. Algo laminado. E algo para interagir com computadores."

"Eu não concedo meus presentes levianamente. O que você faria com eles?" ele pergunta. "Você seria meu apóstolo? Ou minha campeã?"

"Nenhum dos dois," nós dizemos. "Eu os quero para que eu possa matar minha ex. Na lua."

Ele ri novamente. "Entretenimento! Verdadeiramente, o inferno não tem fúria como a de uma mulher desprezada. E o que você oferece em troca?"

A música desaparece.

"O que você sacrificará em meu altar?"

"O que você quer?" nós perguntamos.

MachineGod contempla. "O que eu quero, eu me pergunto?"

Uma linha de baixo surge, ficando cada vez mais rápida.

A multidão espera com a respiração suspensa para ouvir sua resposta. Os degraus superiores do anel descem, abaixando o trono para um nível mais amplo do estrado. O tempo todo, MachineGod nos estuda como formigas.

"Ah" ele diz em voz alta. "Esse será o seu sacrifício."

Uma tela de televisão se abaixa do teto. A plataforma giratória vira, revelando uma mesa de operação. O degraus mais baixo do estrado sobe, se tornando um anel pairando sobre o trono. Lentes de câmera se abrem no anel, e uma série de manipuladores com ferramentas cirúrgicas emergem. Um longo cabo preto com um jaque pontiagudo se estende do anel.

"O Ofanim será a ferramenta de sua ascensão. Você deve renascer em uma forja de música. E em troca, eu terei suas memórias. Eu saberia como seu amor se transforma em ódio. Eu compartilharia essa emoção com meu povo."

A tela se liga, mostrando nosso rosto através dos pontos de vista de todos os que estão conectados no clube.

"Esses são os termos da minha bênção. Você aceita?"

Nós pensamos sobre isso. O Inside Man não tem certeza se ele pode censurar todas as minhas memórias. Uma coisa é foder com cérebros orgânicos — outra coisa é foder com cérebros de silício.

Mas então eu penso na maneira como Alliott olhou para mim quando meus patins não funcionaram. A impotência que senti. Como vai ser bom sufocar Natasha até a morte.

"Nós — eu aceito seus termos."

A batida cai. A multidão ruge.

Os apóstolos de MachineGod escorregam do torno e descem as escadas. Eles me cercam e me levantam no ar, me levando até a mesa. Antes que eu possa piscar, eu estou amarrada e olhando para o ofanim. MachineGod envolve o macaco com a mão e o enfia por um orifício na mesa na base do meu crânio.

Eu sinto uma dor aguda, e então nada.


PRÓXIMO: As Garotas Vice


Salvo indicação em contrário, o conteúdo desta página é licenciado sob Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License